Na tarde de terça-feira (11), o prefeito de Olímpia, Fernando Cunha, assinou o contrato para o início das obras de um novo Poço Profundo na Estação de Tratamento de Água, com profundidade prevista para 1.100 metros.

Nesta primeira fase, as obras serão executadas pela Engeper Engenharia e Perfurações Ltda – ME pelo valor de R$ 4.963.497,46. A empresa está no mercado há 42 anos e possui trabalhos junto a Petrobrás, além de ter perfurado o poço mais fundo da América Latina. Os recursos estão sendo liberados pelo Ministério das Cidades, após grandes esforços do prefeito para conquistar a liberação com as autoridades políticas federais.

A nova concepção vai possibilitar a perfuração de um poço profundo em substituição ao antigo projeto de captação de água superficial através do Rio Cachoeirinha, cujo tratamento da água seria mais trabalhoso, além da cota de inundação ser bastante instável, principalmente no período da seca.

“Nosso município está localizado sobre um dos maiores aquíferos do planeta, atualmente explorado unicamente para recreação, portanto ele oferece condições seguras para captação e abastecimento da população com água mineral sem qualquer tipo de contaminação. Com a nova concepção por meio de Poço Profundo captando água do Aquífero Guarani, daremos um importante salto para resolver, de uma vez por todas, o problema de distribuição de água na cidade”, afirmou o prefeito.

Os custos para a implantação de todo o sistema será de aproximadamente R$ 16 milhões do Governo Federal, com uma contrapartida de quase R$ 1 milhão do município. O projeto, que será feito em três etapas, também contempla a conclusão das obras da ETA da cidade e a ampliação do Sistema de Abastecimento de Água.

Será feita uma nova rede de distribuição que se inicia atrás da APAE (CECAP) e vai até as COHAB I e II, abastecendo todos os reservatórios e substituindo os poços existentes. Outra linha segue pela Avenida Mário Vieira Marcondes e conecta com as águas do centro até a Rua São João.

A supervisão dos trabalhos será feita pelas equipes do Daemo Ambiental e secretaria municipal de Obras, Engenharia e Infraestrutra. A previsão é de que a primeira fase seja concluída nos primeiros meses do próximo ano.

No ato de assinatura do contrato também estiveram presentes o assessor da secretaria de Gestão e Planejamento, Gersilei Oliveira, e o secretário de Obras, Fernando Covello.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA