selo-ivanaldoPor Ivanaldo Mendonça — Ninguém ama aquilo que não conhece. Esta máxima aplica-se também às coisas sobre Deus e a fé. Conhecer é mais que saber ou ouvir falar, é mergulhar profundamente, experimentar, envolver-se por inteiro.

A palavra Bíblia significa livro. As Sagradas Escrituras é uma coleção composta por 73 livros. Poeticamente, narra a história de amor entre Deus e o Homem, Deus e o Povo. História que transcorre natural, real e concretamente. Deus fala ao homem na realidade em que vive (alegrias, tristezas, virtudes, conflitos, erros, acertos…); o homem responde a Deus, acolhendo ou rejeitando sua proposta de amor. A Bíblia tem status de Palavra de Deus porque seu único e maior objetivo é aproximar o coração do homem do coração de Deus, intimidade sem a qual, o homem não é plenamente feliz.

A Bíblia é redigida por homens e inspirada por Deus. Em relação à redação, foram diversos os seus escritores, porém, um só o seu autor: o próprio Deus. Ele serviu-se de homens, mulheres, jovens, velhos, mães, pais, reis, doutores, pastores, para escrever Sua Palavra. Estes redatores-escritores, disponibilizaram sua inteligência, conhecimento, sensibilidade, fantasias, reflexão, experiência de fé, deixando-se inspirar. Se a natureza inspira, a alegria inspira, a dor inspira, movendo-nos a partir do interior, Deus, muito mais, tem o poder de inspirar.

biblia-antiga

A Bíblia é escrita à luz da fé para iluminar a fé. Nem todos os acontecimentos foram registrados, apenas os que marcaram, profundamente, a relação entre Deus e o Homem. Ela, a Bíblia, não se preocupa com datas, horários, biografias e outros detalhes. Seu objetivo é apresentar a ação de Deus na vida do homem; foi escrita à luz da fé para orientar e conduzir pessoas de fé; só pode ser assimilada à luz da fé. Estudiosos, cientistas, ateus, correntes filosóficas, religiões diversas, sociedades secretas leem, estudam e pesquisam-na sem sentimento de fé. Por isso, assimilam, apenas, o que está ao alcance de suas forças.

A Bíblia usa a linguagem, referências e elementos próprios do tempo em que os acontecimentos foram vividos e registrados. Assim também, escritos de outros gêneros, só podem ser compreendidos e interpretados corretamente quando contexto, linguagem e mentalidade são considerados, sem que isso, coloque em cheque a verdade e validade do seu conteúdo, da mensagem transmitida.

A Bíblia ilumina nossa vida. A Sagrada Escritura é um livro atemporal, sua mensagem é eterna.

Sábio quem, à luz da fé, permite-se iluminar por este farol que clareia, guia, corrige, alerta, aconselha, anima, resgata e orienta o homem no caminho do Senhor.

No próximo dia 30 celebramos o Dia da Bíblia. O mês de setembro é dedicado a promover e favorecer, a todas as pessoas, famílias, grupos e comunidades, maior contato e intimidade com a Palavra de Deus. Conhecer, amar, experienciar e testemunhar o que Dele aprendemos, é colaborar para que Sua Palavra torne-se, cada vez mais fecunda em nós e no mundo, através de nós. Celebre um abençoado mês da Bíblia!

Ivanaldo Mendonça, Padre, Pós-graduado em Psicologia, [email protected]

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA