A Tereos realizou, em Olímpia, a formatura de 19 integrantes do Pescar, programa de formação profissional de adolescentes em situação de vulnerabilidade social.
De acordo com o gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Tereos, Rui Carvalho, o Pescar busca desenvolver as competências pessoais e profissionais dos jovens visando sua inserção e ascensão no mercado de trabalho.
“Cada ‘peixinho’, como são chamados os integrantes do projeto, tem jornada semanal de 30 horas e fica 11 meses na empresa, podendo atuar em vários setores. As aulas contemplam conteúdos relacionados à formação profissional e pessoal. Eles também contam com bolsa-salário, vale-alimentação, transporte e atendimento odontológico”, explica Carvalho.
Os mentores são os próprios colaboradores da Tereos, que atuam como voluntários. “Sem os voluntários, o Pescar não acontece. São eles que dão vida ao projeto. Muitos jovens se espelham neles, e essa troca é fundamental para o futuro pessoal e profissional dos aprendizes”, diz a coordenadora do projeto, Alyne Louise da Silva Tavares.
Os participantes da turma de 2019 já foram selecionados e iniciam as atividades no dia 1° de fevereiro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA