Entre os dias 10 e 17 de novembro, a Estância Turística de Olímpia, reconhecida como Capital Nacional do Folclore, viveu momentos de confraternização da cultura mundial, sediando o 1º Folk Dance Fest, o antigo Festival Internacional de Folclore.

O evento, realizado nas Praças da Matriz e Rui Barbosa, reuniu cerca de 10 mil pessoas durante as atividades diurnas e apresentações noturnas e encantou o público presente. A organização foi da entidade sem fins lucrativos Associação Olímpia Para Todos, em parceria com o CIOFF – Conselho Internacional das Organizações de Festivais de Folclore e Artes Tradicionais, e amplo apoio da Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por meio da Secretaria Municipal de Turismo.

O festival contou com a participação dos grupos folclóricos internacionais Agrupación Folklórica Lazos de Amistad” (Argentina), “Fundación Artística Del Tundama” (Colômbia), “Grupo Folclórico Polonês Wesoly Dom” (grupo étnico de Araucária/PR, representando a Polônia) e “Kayrala Cultural Association” (Timor Leste). Além disso, o Brasil também foi representado pelos grupos parafolclóricos olimpienses Anástasis, Frutos da Terra e GODAP, que mostraram o melhor da cultura brasileira com danças típicas de diversas regiões do país.

Na noite de sexta-feira, dia 16, houve ainda uma apresentação especial do grupo Hatsumi Taiko, de São José do Rio Preto, que há quase 15 anos preserva a cultura milenar japonesa, propagando um dos instrumentos mais tradicionais e históricos do Japão.

Além das apresentações noturnas de palco, a programação gratuita e aberta ao público contemplou workshops, simpósio, feira de artesanato, apresentações nos parques aquáticos e meios de hospedagem e confraternizações, promovendo a interação da comunidade com a cultura mundial. Os grupos também tiveram a oportunidade de visitar o comércio local e o Museu de História e Folclore “Maria Olímpia, conhecendo a história da cidade.

O encerramento do evento foi realizado no sábado, dia 17. A noite teve início com a participação especial dos alunos da Etec de Olímpia “Professor José Carlos Seno Junior”, que fizeram uma apresentação da Síria, vencedora da Festa das Nações deste ano.

Após as apresentações de danças dos grupos, uma breve cerimônia marcou a última noite do festival com agradecimentos e troca de mimos entre a organização, autoridades e os grupos visitantes. Por fim, o grupo da Colômbia subiu ao palco e fechou a programação.

“Foram dias muito valiosos em que pudemos conhecer a cultura de outros países. Uma oportunidade única que temos que preservar em Olímpia. A cidade tem esse papel por ser a Capital Nacional do Folclore e vai além, trazendo não só a cultura do país, mas de outros lugares do mundo para cá e também internacionalizando o nome do nosso do município. Parabenizo toda a organização em nome da Mylene Gonçalves, presidente da Associação Olímpia Para Todos, e, representando a cidade, agradeço aos grupos e a todo o público que prestigiou este bonito e importante evento”, declarou o prefeito Fernando Cunha, presente na cerimônia de encerramento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA