Uma série de atividades está sendo realizada no Museu de História e Folclore “Maria Olímpia”. A programação inclui oficinas de artesanato, brincadeiras e apresentação de grupos folclóricos. A entrada é gratuita. Anteontem, por exemplo, dia 6, foi ministrada uma oficina para aprendizagem da técnica do trançado estrela, artesanato típico de Olímpia. As aulas ficaram por conta das artesãs da Casa do Artesão.
Também durante esta semana estão sendo promovidas brincadeiras com crianças, através do projeto “Escrevendo e Desenhando sobre o Folclore”. “Crianças menores podem fazer desenhos e as maiores, uma redação sobre o que mais chama a atenção durante o festival ou do acervo exposto sobre o tema.
O objetivo é que eles possam passar para o papel o que aprenderam dentro do nosso espaço”, explica a diretora do Museu, Rosely Seno. O público alvo é as crianças da rede municipal de ensino, turistas e alunos integrantes de excursões que estiverem visitando o festival.

De acordo com Rosely, o Museu recebeu dezenas de excursões de cidades de fora e muitas pessoas de Olímpia, principalmente professores e estudantes. “Somente na terça-feira recebemos 500 alunos. O número está registrado no livro de visitação”, comemora a diretora.

E nesta quinta-feira, dia 9, além de todas essas atividades, haverá também o projeto “Museu Vivo”, com apresentação de grupos folclóricos. O encontro será às 9 horas. Após a apresentação, o público poderá apreciar uma deliciosa canjica – alimento típico da culinária folclórica – uma referência ao Jubileu de Milho, comemorado este ano no Fefol.

O Museu fica localizado na Rua David de Oliveira, 89 – Centro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA