O prefeito Fernando Cunha, apresentou o primeiro comandante da Guarda Municipal de Olímpia na Câmara Municipal, para representantes do legislativo e  secretários municipais, Guto Zanette (Governo) e Mary Brito (Finanças), uma semana após a Câmara ter aprovado o projeto, enviado pelo próprio prefeito, que cria a Guarda Municipal de Olímpia.

O nomeado é o Major PM Edson Rodrigues de Oliveira, natural de Barretos, com graduação em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública na Academia da Polícia Militar do Barro Branco de São Paulo e em Direito, pela Eduvale de Avaré. Rodrigues também possui Tecnólogo e Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, pelos cursos de formações de Sargento PM/93 e Soldado PM 86.

Durante a apresentação, a escolha do prefeito foi elogiada por todos os vereadores. Os parlamentares enalteceram o perfil e o currículo do comandante, além de afirmarem que a Guarda Municipal de Olímpia inicia com um bom nome e um competente profissional.

A portaria de nomeação foi publicada na manhã desta terça-feira, dia 13, no Diário Oficial do Município. O comandante será o responsável pelo desenvolvimento das atividades operacionais, administrativas e disciplinares.

A GCM prevê a contratação de 50 servidores em caráter efetivo para a formação da guarda, que terá como principais competências, tanto na área urbana como rural, a proteção de bens, serviços e instalações, presença em logradouros públicos, dissuasão de condutas criminosas, prestação de socorros e salvamentos, apoio à defesa civil, exercício de competências no trânsito, medidas de segurança escolar, integração com as Polícias Civil e Militar e outros órgãos de segurança.

O ingresso na atividade ocorrerá por meio de concurso público, cujas inscrições devem ser abertas ainda este ano com realização da prova prevista para o início do próximo ano. Alguns dos requisitos exigidos para os candidatos ao cargo são: possuir Ensino Médio Completo; ter idade entre 18 e 35 anos, ter altura mínima de 1,65 (sexo masculino) e 1,60 (sexo feminino). Vale ressaltar que será respeitado o índice mínimo 10% de ocupação dos cargos por mulheres.

A Guarda Civil Municipal integrará a secretaria de Governo e terá ainda corregedor, inspetor, subinspetor, ouvidor, subcomandante, coordenadores operacionais, sendo que os dois últimos são cargos de provimento também em comissão.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA