O ex-prefeito Geninho Zuliani (DEM), de Olímpia, é ficha limpa absoluto, ou seja, não tem nenhum processo, pendência ou condenação, seja na esfera Cível, ou Criminal. É que o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo-TCE/SP acaba de acatar ação de revisão de julgamento imposta pelo ex-prefeito da Estância Turística de Olímpia, Geninho Zuliani (DEM), por sete votos a zero, aprovando as contas relativas ao exercício de 2010 do Consórcio Intermunicipal “Grupo Superação Pró-Estrada de Olímpia”, livrando-o de vez de possível impedimento eleitoral.

Por meio do TC 032822/026/16, o órgão fiscalizador de contas municipais apontava irregularidades na prestação de contas do Consórcio Intermunicipal “Grupo Superação Pró-Estrada de Olímpia”, e Geninho estava sendo apontado como figura central do processo, por ter sido presidente do Consórcio à época (2010). O TCE alegava que conforme os índices contábeis, o grau de endividamento do Consórcio era maior do que o dinheiro que havia em caixa. Assim, reprovou as contas.

O TCE já havia proferido julgamento e publicado a sentença no Diário Oficial do Estado-DOE, no dia 13 de setembro de 2013, julgando irregulares as contas do Consorcio daquele ano de 2010. Além disso, Geninho havia sido multado em 200 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo-UFESPs, ou R$ 5.140.

Em face disso, o Tribunal de Contas, em cumprimento ao disposto na legislação vigente, por se tratar de ano de eleições, já havia incluído o nome do ex-prefeito Geninho na lista de nomes de políticos à disposição da Justiça Eleitoral, que tem até o dia 15 de agosto para analisar aqueles que poderiam ou não serem candidatos e aqueles que seriam incluídos na chamada Lei da Ficha Limpa, o que ensejou na cidade comentários maldosos e mal intencionados contra a pessoa do ex-prefeito.

Esta situação fica sanada agora com o acatamento da Ação de Revisão e o acolhimento da argumentação da defesa do ex-prefeito, tirando definitivamente seu nome da lista do TSE.

O ex-prefeito da Estância não tem a partir de agora nenhuma pendência no TCE em relação ao Consórcio e tem suas contas dos oitos anos à frente da prefeitura, aprovadas. – Planeta News

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA