MATÉRIA ATUALIZADA — Guaraci, na comarca de Olímpia, vive mais um drama, após o desfecho trágico do incêndio na residência de uma professora, dias atrás. Agora, é um pai que mata a esposa, também professora, a filha de 15 anos, e atira contra si, ele sobreviveu e foi levado para Barretos. Esse crime ocorreu no final da tarde deste Dia dos Pais (13). Consta que foram mortas na calçada, a mãe se debruçando sobre a filha, sob a rajada de oito tiros.

O criminoso está em estado grave, perdeu massa encefálica e foi conduzido para atendimento médico em Barretos.

Não se sabe ainda a razão pela qual Ronaldo da Silva Correa matou a sua esposa, professora Rosicleia Oliveira e, na sequência, a sua filha de 15 anos (nascida em 2 de junho), Anna Victória Correa. A professora levou um tiro na nuca e a filha na garganta, ambas morreram no local.

As informações ainda estão desencontradas e vamos atualizando, assim que possível.

Consta que uma vizinha salvou dessa barbaridade, outro filho do casal, uma criança de 4 anos de idade. Eles ainda tinham um filho, Ramon, que reside em Naviraí (MS), e que está com a esposa grávida, o que dificulta ainda mais dar essa notícia tão dolorosa.

Neste Dia dos Pais, a declaração de amor da esposa de Ramon neste Dia dos Pais, para ele, futuro ‘papai’: “Declaração do dia dos pais da esposa do Ramon para ele
‎Mariana Borges Martins Corrêa‎ para Ramon Correa:
3 h · Naviraí, Mato Grosso do Sul · Feliz dia dos pais, para o pai mais amável do mundo! Te amo e não vejo a hora de está em seus braços”.

Inclusive, neste Dia dos Pais, a filha fez uma declaração de amor ao pai Ronaldo, em rede social. Veja:

O prefeito Elson Machado declarou a suspensão das aulas nas escolas de Guaraci nesta segunda-feira (14), em função deste trágico falecimento da professora (Espaço Amigo) e de sua filha Anna Victória. O prefeito e o seu vice Wandrei Gasparetti “se unem em oração à população de Guaraci nesse momento de absoluta tristeza em nossa cidade”, diz a nota oficial.

Atenderam a ocorrência os PMs Cb Ferracini, Brito, Biazoni, Luiz Felipe, Fabio e Ivan. Além do Artur da Polícia Civil e a delegada Débora Nobrega.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA