Buscando discutir o planejamento para expandir o mercado turístico no Estado de São Paulo, a secretaria estadual de Turismo criou o Encontro Integra Turismo, em parceria com o Programa Investe SP. Após sua primeira edição ter ocorrido na capital, o Governo, agora, trouxe a discussão para os municípios, sendo a Estância Turística de Olímpia a primeira a receber o evento descentralizado.

O encontro foi realizado durante toda a quinta-feira, dia 25, na Sala de Convenções do Thermas dos Laranjais, reunindo mais de 200 pessoas entre autoridades, empresários do trade turístico, agentes públicos e interessados no setor. Destaque para a presença do secretário estadual de Turismo, Junior Aprillanti, que visitou o município pela primeira vez desde que assumiu o cargo, em maio deste ano. A mesa de abertura dos trabalhos também foi composta pela secretária adjunta, Bianca Colepicolo, pelo coordenador do Investe SP, Thiago Messena, e pelo prefeito Fernando Cunha.

Durante a cerimônia, o secretário estadual Junior Aprillanti falou sobre o potencial de expansão do turismo no Estado e fator gerador de emprego. “São Paulo tem um potencial muito grande com um orçamento de 216 bilhões de reais e a parte de turismo é 0,2%, em torno de 500 milhões, um pouco menos, mas mesmo assim a gente movimenta muito a economia do Estado, sendo que o setor, hoje, representa 10% do PIB do Estado de São Paulo. Estamos trabalhando pelo desenvolvimento porque, antes a indústria tinha uma capacidade de geração de emprego muito grande e isso foi diminuindo, com a implantação de maquinário, de tecnologia, diminuindo, assim, a oferta de mão de obra. E o turismo é serviço, é mão de obra, é gente trabalhando, então o turismo já é realidade e é o nosso futuro. Queremos aproximar o poder público estadual do poder público municipal. Então com esse ideal, estamos aqui para ajudar, compartilhar ideais, aprendendo e principalmente somando os esforços”, relatou o secretário.

Também no uso da palavra, o prefeito Fernando Cunha falou sobre as perspectivas de crescimento de Olímpia e o apoio do Governo do Estado para o desenvolvimento dos municípios. “Aqui em Olímpia, temos um histórico que começou há mais de 30 anos com o senhor Benito Benatti e, hoje, conseguimos transformar Olímpia em um destino turístico. Agora, estamos iniciando um novo ciclo, com as propriedades fracionadas e devemos saltar para 6 milhões de visitantes, nos próximos anos. Parece um número enorme, mas nós temos 30 milhões de turistas no alcance rodoviário de Olímpia e nós estaremos com 20% desse mercado daqui a seis anos”, ressaltou.

“O apoio do Governo do Estado com recursos e investimentos foi fundamental para isso e não posso deixar de compartilhar uma tese que já apresentei ao secretário sobre a distribuição da verba do DADETUR. A proposta é de que metade do recurso total seja dividida por igual aos municípios e a outra metade seja distribuída em função da receita de tributos de cada município. Então, nossa tese é que se coloque uma linha de teto, que eu propus de 10 milhões, tudo o que passar disso seria redistribuído entre os municípios. Porque são 5 ou 6 cidades que recebem entre 15 e 40 milhões e as demais recebem menos de 5 milhões de reais. Isso tornaria mais eficiente a distribuição e estimularia os municípios que receberiam mais recursos para investir em infraestrutura e fomentar a atividade turística, fortalecendo todo o mercado paulista”, acrescentou o prefeito.

Após a abertura pela manhã, o evento seguiu durante toda a tarde oferecendo atendimento e capacitação aos gestores e empreendedores sobre programas e ações do setor como Cadastur, Regionalização, Dadetur, Conselhos, Via Rápida/Jepoe/Etecri, Sutaco, APL, Investe SP, Desenvolve SP, Chega+, Fundação florestal, Operadoras e Destinos Inteligentes.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA