Mais uma vez, a Estância Turística de Olímpia superou as expectativas em relação à ocupação dos meios de hospedagem em feriados. Com a comemoração do feriado da Consciência Negra mantida por muitas cidades, milhares de pessoas puderam desfrutar do “feriadão”, emendando com o Dia da Proclamação da República.

Com isso, entre os dias 15 e 20 de novembro, o município registrou 83.655 turistas hospedados. Os dados foram divulgados, nesta quinta-feira (22), pela secretaria de Turismo, que realiza a Pesquisa de Ocupação junto aos meios de hospedagem regularizados.

O índice real é ainda 18% maior que o esperado pela hotelaria, de acordo com o levantamento feito nas últimas semanas.

Outro dado do relatório traz que, somando as duas datas, quase 60% dos meios de hospedagem registraram 100% de ocupação. A média aponta também cerca de 14 mil turistas por dia na cidade.

Considerando os três feriados do mês de novembro, Olímpia recebeu 120.555 visitantes.

Para o prefeito Fernando Cunha, o Turismo tem mostrado a força econômica do município e deve alavancar ainda mais nos próximos meses. Segundo o secretário de Turismo, Selim Murad, a Prefeitura já está se organizando e tem investido em atrações para a alta temporada.

RECORDE NA UPA TAMBÉM

Segundo relatório divulgado pela secretaria de Saúde da Estância Turística de Olímpia, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) realizou, entre os dias 13 e 18 de novembro, 1.142 atendimentos emergenciais, ou seja, uma média diária superior a 190 procedimentos.

O levantamento também demonstra que a procura da unidade por turistas foi alta durante todos os dias, totalizando 147 pessoas provenientes de outros municípios, representando, aproximadamente, 12,9% dos atendimentos.

De acordo com o secretário de Saúde, Marcos Roberto Pagliuco, mesmo com grande número de pacientes diários, a UPA realizou os procedimentos necessários em cada atendimento.

“Quando há feriados e durante os finais de semana, a UPA recebe uma demanda populacional bem superior, o que pode provocar atrasos nos atendimentos e longas filas de espera. Para melhorar o atendimento e suprir as necessidades, aumentamos o número de profissionais e, com isso, elevamos a quantidade de atendimentos diários, dando aos pacientes maior agilidade nos diagnósticos”, salienta Marcos.

O secretário também destaca o empenho dos profissionais da Saúde que não mediram esforços para atender a demanda diária.

“A todo instante chega um atendimento diferente na unidade e nossos servidores estão preparados para suprir as necessidades de cada paciente. O resultado do grande número de atendimentos é o trabalho que os funcionários desempenham diariamente, buscando atender os pacientes”, finaliza o secretário.

De acordo com o prefeito Fernando Cunha, a Prefeitura já estuda medidas para diminuir a alta demanda e facilitar os atendimentos dos pacientes.

“Temos duas alternativas, ou a gente abre um pronto socorro na Santa Casa, ou a gente constrói uma nova UPA ao lado da Santa Casa que era onde ela deveria estar. Temos realizado um estudo de viabilidade tanto financeira quanto logística para melhor acolher os moradores”, aponta o prefeito.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA