Da Redação — A cúmplice de ter envenenado a dona de casa Eunice Claudino Delomodarme, 57, juntamente com Aparecido Borges Santana, 39, o Cido Baiano, está na Delegacia de Polícia Civil de Olímpia aguardando, até então, o mandado de prisão expedido em seu desfavor.

Sueli Aparecida Malvestio, 54, confessou para os policiais que participou do crime, mas joga a culpa em Cido Baiano. Por sua vez, aos policiais em Barretos, onde encontra-se preso, Cido diz que a culpa pelo envenenamento, e a ideia do crime, foi de Sueli Agora, resta à policia apurar.

Os dois – Sueli e Cido, em perfis de Facebook.

Na manhã desta sexta (7), o delegado que cuida do caso, Antonio Augusto Miranda, de Barretos, foi para Araxá (MG), onde o corpo encontra-se no Instituto Médico Legal (IML). Há cerca de dois dias, o corpo foi encontrado em estado avançado de decomposição em uma margem de rodovia, encontrado pela Polícia Rodoviária após denúncias, na região de Araxá.

A vítima, dona de casa Eunice Claudino Delomodarme
A vítima, dona de casa Eunice Claudino Delomodarme

Juntamente com o delegado, encontra-se na viatura somente um parente da vítima, o cunhado e vereador Antonio Delomodarme, o Niquinha.

Sueli disse que Eunice não sabia que seria morta. Ela foi tomando uma bebida que, sem ela saber, obviamente, tinha veneno. Ela foi sendo envenenada, e morta, lentamente, até chegar nesse ponto que, costumeiramente, é local de desova de corpos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here