A criação de um passaporte sanitário, que incentive o turismo e permita a implantação de uma caderneta digital de vacinação específica para Covid-19, foi tema de uma reunião diplomática ocorrida nesta terça-feira (20) entre o deputado federal, Geninho Zuliani (DEM/SP) e o embaixador italiano, Francesco Azzarello.

Geninho é autor no Brasil do projeto de lei que cria o passaporte sanitário de Covid-19. Proposta que já conseguiu um apoio de co-autoria de outros 12 deputados, formando uma coalisão de nove partidos distintos – PL, MDB, PODEMOS, PSD, Solidariedade, DEM, Cidadania e PDT.

Recentemente, a Itália levou ao G7 a discussão sobre a criação de passaportes sanitários em escala global para pessoas já vacinadas contra o novo coronavírus.

Durante a reunião com o parlamentar, o Embaixador citou que o representante italiano, Roberto Speranza, disse ser necessário acelerar a discussão sobre o passe verde para se chegar a uma conclusão antes de julho, quando inicia a alta temporada de verão no Hemisfério Norte.

A expectativa é de que o “passaporte sanitário” da UE seja lançado em 15 de junho, de modo a permitir o turismo seguro durante a temporada de verão.

“Discutimos as relações diplomáticas entre os dois países, especialmente as condições de retomada do turismo, com apresentação do PL nº 1158/2021, que cria o Passaporte Sanitário de Covid-19 em território nacional e o “Passaporto sanitario e vaccinale” (Digital Green Certificate)”, afirmou Geninho.

VACINAS

Nesta terça, o deputado, que é coordenador da Frente Parlamentar Mista dos Consórcios Públicos, se reuniu com o Secretário Executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz e Rede Nacional de Consórcios.

Na pauta, a retomada do Grupo de Trabalho dos Consórcios junto ao Ministério da Saúde, diálogo sobre a prestação de Serviços de Atendimento de Urgência e Emergência operados pelos Consórcios Intermunicipais e cooperação dos Consórcios com o Plano Nacional de Vacinas.

Geninho foi o relator da Medida Provisória 1003/20, que regrava a adesão ao consórcio Covax Facility, de acesso a vacinas para a Covid-19, que teve relatoria do deputado Geninho Zuliani (DEM-SP).

A MP 1.003 permite a adesão do Brasil à Aliança Covax Facility, consórcio internacional formado por 168 países com o objetivo de promover acordos multilaterais para acelerar a compra e distribuição de uma vacina contra a Covid-19, sob a coordenação da OMS (Organização Mundial da Saúde).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here