Por meio do Decreto nº 8.155, de 20 de julho de 2021, a Prefeitura da Estância Turística de Olímpia está declarando de Utilidade Pública as áreas pertencentes à Distribuidora Zangirolami Ltda., nome fantasia Bazar das Noivas, para fins de desapropriação amigável ou judicial. Com Espaço Livre AM

Ao que consta, a pretensão do prefeito Fernando Augusto Cunha é pagar por elas, incluindo as edificações, algo em torno de R$ 5 milhões, conforme foi debatido na sessão ordinária da Câmara de Vereadores na noite de 8 de junho passado.

Naquela ocasião foi aprovado projeto de Lei, no qual era solicitado um “adiantamento” de R$ 10 milhões do valor total de R$ 50 milhões do empréstimo autorizado pela Casa de Leis, junto à Caixa Econômica Federal, em fevereiro de 2021, dos quais R$ 5 milhões seriam destinados à compra daquelas áreas e edificações.

Agora, por meio do Decreto publicado na edição de ontem do Diário Oficial Eletrônico, foi dado o primeiro passo para a aquisição daquelas áreas e edificações, que vai desde a parte frontal, às margens da Avenida Governador Dr. Adhemar Pereira de Barros, passando pelos prédios ali existentes e alcançando os fundos da área, que há vários anos funciona como pátio municipal.

De acordo com o Artigo 2º do referido Decreto, as áreas descritas para desapropriação amigável ou judicial, serão destinadas à permanência no local da Secretaria de Obras, Engenharia e Infraestrutura, e do Pátio de Máquinas e Veículos da Frota Municipal, que ocupa atualmente a parte dos fundos, mas há projetos para integrar a ela também a parte edificada à frente, seja usando a mesma estrutura, reformada e readequada, seja demolindo e reconstruindo tudo ali.

SUCESSO E FALÊNCIA

Com início das operações nos anos 1930, na abertura do “Bazar São João”, a distribuidora ampliou seu estabelecimento comercial com a aquisição do “Bazar das Noivas”, onde se integrou ao ramo atacadista. Em 1962 realizou uma parceria com um dos vendedores da empresa Johnson & Johnson, passando a comercializar também os produtos da marca.

Após sua transformação em atacadista, a empresa passou a abastecer a cidade de Olímpia e região, onde em 1995 teve sua denominação social alterada para Distribuidora Zangilorami Ltda, tornando-se uma das maiores distribuidoras de produtos e atuando em 14 estados do Brasil.

Entretanto, a falta de liquidez e capital de giro fez com que a empresa entrasse em crise em 2009, onde ingressou em recuperação judicial. Porém, em 2014, foi decretada sua falência pela 3ª Vara Cível da Comarca de Olímpia (SP). Com Olímpia 24H

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here