A sessão solene de posse dos novos parlamentares brasileiros ocorreu hoje (1º), às 11h, no plenário da Câmara. Geninho Zuliani foi ex-prefeito de Olímpia por dois mandatos, impulsionou o Turismo e outras áreas de desenvolvimento do município, tem 43 anos e assume o mandato pelos Democratas.

A sessão de posse foi comandada pelo deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Segundo o Regimento Interno, cabe ao presidente da legislatura anterior, se reeleito, comandar a sessão. Tomarão posse 243 deputados novos (de primeiro mandato); outros 270 já integraram a Casa em outras legislaturas. Na abertura da sessão, Maia pediu um minuto de silêncio em homenagem ao deputado estadual Wagner Montes (PDT-RJ), que morreu no último dia 26 de janeiro.

A cada quatro anos, o ritual se repete: os deputados respondem à chamada individual e fazem o juramento. O texto diz que cada deputado federal deve prometer “manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”. A chamada começou pelo estado de Roraima.

É a primeira vez na história de Olímpia que um deputado da terra ocupa o parlamento brasileiro. O deputado olimpiense enviou uma mensagem aos olimpienses através das redes sociais.

“Esse momento é um dos mais emocionantes da minha vida e trajetória política. Inicio agora uma jornada em defesa de ideais nobres e bandeiras importantes, como o municipalismo, garantindo a autonomia dos municípios e do turismo regional. Agradeço imensamente todas as pessoas que acreditaram e confiaram a mim a oportunidade de representar minha região, que é Olímpia, e o Estado de São Paulo. Quero e vou honrar toda essa confiança!”, declarou Geninho.

Os 513 deputados federais eleitos e reeleitos em outubro de 2018 tomaram posse nesta sexta-feira (1º), em Brasília, para mandatos de quatro anos.

Esse ano a composição está com o maior percentual de novatos e de mulheres em mais de 30 anos. Dos 513 deputados que tomam posse, 244 são estreantes na Câmara, o equivalente a 47,6%. O número de partidos também é recorde: 30.

Geninho Zuliani e o assessor e amigo Pitta Polisello (esq.) no Congresso Nacional

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA