O prédio da antiga Estação Ferroviária da Estância Turística de Olímpia começou a passar por obras. O local está sendo reformado para abrigar um Centro Cultural e Turístico, que será mais uma opção de lazer e cultura no município.

Desde a última semana, as equipes da empresa responsável pelo fornecimento de materiais, mão de obra e equipamentos para a execução da obra, a Nascimbem Construções Eirelli, de Ribeirão Preto, estão no imóvel, dando início aos primeiros serviços.

A proposta da obra visa à requalificação do complexo arquitetônico da antiga Estação Ferroviária com a preservação e o restauro de características originais do prédio. O local contará com salas administrativas, espaço para acervo, sala receptiva, além de uma pinacoteca, ambiente para restaurante, salas para o Museu do Folclore e espaço para apresentações culturais.

Esta primeira fase contempla a reforma dos blocos A e B, na qual serão feitas demolições; reforço dos telhados e paredes; substituição de telhas; instalação de manta para isolamento térmico; execução de contrapiso; piso; revestimentos; instalações elétricas; instalação de portas e janelas seguindo os modelos originais da estação; instalação de esquadrias e cortinas de vidro temperado; forro de madeira; pintura; e outros serviços.

Já nas áreas externas, serão executados os serviços de terraplenagem, muros de arrimo, rampas e escadas com guarda corpo para acesso do público, vagas de estacionamento, fechamento com gradil metálico, além de ser instalado um trecho com trilhos do trem, valorizando o aspecto histórico do local.

Todo o trabalho está sendo acompanhado pela secretaria de Obras, Engenharia e Infraestrutura e pela Divisão do Escritório de Captação de Recursos. O prazo para a execução é de 10 meses.

Durante as obras, algumas árvores do local também precisaram ser retiradas porque apresentavam risco de queda, devido à raiz exposta e ataque de cupins, que comprometeram a estrutura das árvores. No entanto, segundo a Daemo Ambiental, novas espécies serão plantadas para não prejudicar a arborização urbana.

No total, serão investidos R$ 2.093.680,25, por meio do DADETUR 2017 (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos). Os recursos são destinados pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria Estadual de Turismo.

“A Estação Ferroviária é um marco da história da cidade e, há muitos anos, está desativada. Desde o início, estamos buscando a transferência da área para o município para que possamos transformar o espaço em um Centro Cultural e, agora, estamos conseguindo concretizar para que o local seja mais um atrativo turístico para toda a população e preserve a cultura de nossa cidade”, declara o prefeito Fernando Cunha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here