O Daemo Ambiental criou a campanha “Óleo na Pia, Não!”, um projeto socioambiental que visa conscientizar a população sobre o descarte correto do óleo de cozinha. O óleo de cozinha usado é um dos principais vilões na contaminação de água. Por exemplo, uma colher de sopa de óleo pode inutilizar milhares de litros de água.

Para participar desse projeto é só colocar o óleo de cozinha usado em uma garrafa pet ou outro recipiente, de preferência plástico, e entregar no Ecoponto, nas escolas municipais e estaduais, nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de material reciclável) ou no dia da coleta seletiva.

Os estabelecimentos como restaurantes, lanchonetes, bares e pastelarias, por produzirem uma quantidade maior desse resíduo, podem entrar em contato com a Divisão de Meio Ambiente da Daemo Ambiental e solicitar um galão de 20 litros para acondicionar o óleo usado.

olepiaQuando o óleo de cozinha é descartado em pias, ralos ou no próprio lixo ele pode trazer diversos problemas, entre eles entupimento de tubulações de esgoto, sendo necessária a aplicação de produtos químicos para remove-lo. O óleo acaba se espalhando na superfície dos rios e represas, contaminando a água.

O óleo pode também ficar retido no solo, impermeabilizando-o e contribuindo com enchentes, e entrar em decomposição, liberando gás metano que aumenta o agravamento do efeito estufa. Cerca de 80% do óleo é transformado em biodiesel após um longo tratamento, outra parte pode ser aproveitada para fazer sabão, tinta e ração para animais.

Participe também desse projeto. Colete o óleo usado e leve até o ponto de coleta mais próximo da sua casa, ou ligue para a Divisão de Meio Ambiente, telefone 3279-2250.

A melhor maneira de ajudar o meio ambiente é dando um fim sustentável às substâncias que podem prejudicá-lo. Com uma simples atitude você evita danos ao meio ambiente e ajuda a gerar empregos e renda.

O Ecoponto está localizado na Rua Elzon Furlan, 151, no Distrito Industrial, e funciona todos os dias, das 6h às 18h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here