A Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por meio da secretaria de Saúde e setor de Vigilância Epidemiológica, realizará do dia 24 a 28 de julho, em todas as Unidades Básicas de Saúde, uma ação de intensificação na vacinação contra HPV (Vírus do Papiloma Humano), Meningo C e Hepatite B.

A intensificação é uma estratégia para aumentar o número de imunizados. De acordo com o setor, foram vacinados 648 meninas e meninos contra o HPV, 540 pessoas contra a Meningite C e 3.375 pessoas contra a Hepatite B.

A vacina contra o HPV é destinada para meninas entre 9 e 14 anos e meninos entre 11 e 14 anos. Meninos e meninas devem tomar duas doses da vacina HPV, com intervalo de seis meses entre elas. Para os meninos, a estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV. Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra o câncer de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus.

Em relação à Meningite, é o primeiro ano da Meningocócica C no calendário vacinal para a faixa etária de 12 e 13 anos, e esta terá a ação de intensificação. Até o ano passado somente crianças menores de quatro anos recebiam a dose.

A Meningite é transmitida por vias áreas, ou seja, se a bactéria estiver presente no ambiente com grandes aglomerações e alguém estiver com a imunidade baixa corre o risco de ser contaminado. Os primeiros sintomas são fortes dores de cabeça, febre alta, náuseas e dores na nuca.

A respeito da imunização contra a Hepatite B, a partir da intensificação, todas as faixas etárias poderão receber as doses. Até o momento, a vacina contra a Hepatite B é oferecida as pessoas com até 49 anos. O esquema vacinal completo consiste em três doses, que são aplicadas com zero, um e seis meses.

De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, Jaqueline Barbosa da Silva, a intensificação consiste em uma ampliação da faixa etária e também em uma conscientização sobre os riscos que tais doenças podem causar.

“Temos que estabelecer uma conduta de imunização nos moradores. É importante que todos saibam que estas doenças podem ser evitadas com uma simples vacina, disponível nas Unidades Básicas de Saúde”, aponta a diretora.

Em caso de dúvidas os moradores podem entrar em contato pelo telefone (17) 3279-1400 ou procurar a UBS mais próxima.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA