Desde o início do ano, a Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por meio da secretaria de Saúde, vem realizando diversas ações com o intuito de combater o avanço da dengue no município e de conscientizar os moradores sobre os riscos provenientes do Aedes aegypti.

As medidas se fizeram necessárias devido ao fato de que, este ano, podem ocorrer grandes surtos da doença por causa do ciclo de infestação do mosquito e também porque cidades próximas, como São José do Rio Preto e Barretos, já estão em situação de epidemia. Assim, como forma de evitar a proliferação da doença, o setor de Vigilância Epidemiológica intensificou os trabalhos em todas as regiões da cidade.

A ação de maior demanda é a visita dos agentes de saúde, que já percorreu cerca de 5 mil imóveis somente este ano, seja no trabalho regular de visita casa a casa ou no ato de bloqueio, realizado num perímetro delimitado quando há caso suspeito da doença. Em ambas as atividades, os agentes visitam as casas procurando possíveis criadouros do mosquito e orientam os moradores sobre medidas de prevenção.

Quando confirmado um caso positivo da doença, tem sido realizada a nebulização. Segundo o setor de Controle de Endemias, a ação segue o protocolo do Ministério da Saúde, destinada apenas aos imóveis delimitados em uma área de risco, e o produto utilizado é disponibilizado pelo Departamento Regional de Saúde de Barretos (DRS-V). No total, 4.500 imóveis foram nebulizados este ano.

Além disso, já foram realizadas 180 visitas a pontos estratégicos, ou seja, locais com grande possibilidade de haver criadouros, e 217 visitas a imóveis especiais, como escolas, creches, supermercados, entre outros.

Também com intuito de discutir medidas de controle do mosquito transmissor, foi criada a “Sala de Situação Dengue”, um espaço físico destinado a sediar reuniões com representantes de departamentos envolvidos no combate à dengue. Nos encontros, são debatidas a situação do município, a atuação da Administração Municipal e a importância do trabalho conjunto com a população na prevenção.

Ainda este mês, a secretaria de Saúde, em parceria com a secretaria de Educação e a Daemo Ambiental, promoveu ações especiais como medidas de conscientização direcionadas a adultos e crianças, ampliando a difusão de informações.

Segundo o secretário de Saúde, Marcos Roberto Pagliuco, é preciso mobilizar a cidade toda para combater a doença. “A Saúde age todos os dias para evitar o aparecimento de novos casos da doença e, para isso, precisamos também da colaboração dos moradores. Se cada um fizer sua parte, adotando medidas que evitem os criadouros, somando com as ações da Prefeitura, podemos evitar o aumento de casos”, explica Marcos.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o município registra 40 positivos da doença. Em caso de o morador apresentar sintomas de dengue, a orientação é para que procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here