Você contrataria qualquer um para gerenciar a sua empresa, a sua casa, a sua conta bancária? Sem nenhuma experiência, apenas por promessas? Pois é essa mensagem que Ricardo Holz, especialista em administração pública, lançou o livro “Manual básico para não ser enganado por políticos”, inclusive distribuindo-o de forma digital gratuitamente. O Diário foi entrevistar o autor em sua passagem pelo Whyndam Olímpia Royal, no Café Vulcão de Minas (confira vídeo na íntegra)



Ricardo Holz, 43, graduado em Gestão Pública e especialista em administração pública e gerencia de cidades. Foi fundador e presidente da ABE-EAD (Associação Brasileira dos estudantes de educação a distância), participante do programa de formação de líderes para o século XXI (Semesp – Laspal) realizado na universidade de Harvard nos Estados Unidos; Participante do High level Police fórum da Unesco e membro da comissão nacional de avaliação da educação superior, CONAES. Atualmente é CEO da RHVS Consultoria.

Em seu livro “Manual básico para não ser enganado por políticos”, o autor propõe aos leitores um material de entendimento e compreensão do jogo político nacional e de seus caminhos, suas formas, suas origens e suas consequências.

“O conhecimento é a única arma que temos contra um sistema podre, falido, que se retroalimenta por grupos contraditórios, que usam narrativas falsas impulsionadas pela ignorância de parte da população, para se manter o máximo de tempo possível no poder”, afirma Ricardo.

“Quis fazer um manual no linguajar mais fácil, mais simples, qual é o papel do deputado estadual?, e o deputado federal, o senador?, qual é o mais importante: o presidente do STF ou o presidente da República?, quais as diferenças, as habilidades de cada um, e o prefeito?, o vereador constrói creches?, o objetivo do livro é o de realmente ajudar a população a entender um pouco melhor sobre como funciona cada Poder”, disse Ricardo.

“Infelizmente, estamos colocando peças muito ruins em todas as áreas e daí surge a questão: nós colocamos essas peças ruins sem saber o papel exato de cada um, somente acreditando no que falaram na campanha”, assinala o autor, e acrescenta: “Daí vem a decepção, o vereador não pode construir uma creche, não pode pavimentar uma rua, não é o salvador do mundo, não resolve todos os problemas”.

Ricardo lembra que, em 2022, vamos eleger cinco representantes: governador, deputados estadual e federal, senador e presidente da República, sem contar os vices do Presidente e o suplente do senador. “Temos uma tradição muito grande do vice assumir, por isso tem de prestar atenção nele também”, diz Holz.

E quem diz que não é político, não gosta de política e não quer se envolver? Ricardo desmistifica logo: “Se você paga impostos, você, sim, colabora com a gestão pública que é quem vai investir, bem ou mal, esse recurso”, e ressalta que “essa decepção é culpa da própria classe política que, em boa parte, decepciona o eleitorado, e vou repetir que não tem homem, ou mulher, que vai resolver todos os problemas na política”.

Ricardo Holz faz parte do PODEMOS, já teve uma experiência como candidato a vereador em São Paulo, mas por enquanto ocupa o seu tempo nas consultorias, palestras e outras atividades, e também para descansar aproveitando os parques aquáticos e o apartamento que adquiriu no Whyndam, mas manda um recado para o eleitor: “Você é o patrão, você quem paga o salário do político, escolha como faria em sua própria casa ou empresa, quem faz trocas hoje, se arrepende amanhã, e o preço sai mais caro”.

E, conclui: “Afinal, toda essa estrutura é paga, e bem paga com o dinheiro dos impostos recolhidos de cada um de nós”.

QUER LER O LIVRO DE GRAÇA? CLIQUE AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here