Mais 12 ciclistas percorrem o Caminho da Fé rumo à Aparecida do Norte a partir das 13h desta quinta-feira (23), das escadarias da Igreja-Matriz de Nossa Senhora Aparecida, futuro Santuário a partir do próximo dia 12, recebendo as bênçãos de Frei Anízio Rodrigues, assim como os 12 que já saíram na madrugada de segunda (20), totalizando 24 olimpienses pedalando cerca de 700 quilômetros.

O próprio Frei já fez o percurso, tanto a pé, quanto de bicicleta. O Caminho da Fé é um trajeto de peregrinação brasileiro inspirado no Caminho de Santiago de Compostela. Inicialmente feito por alguns peregrinos em direção ao Santuário de Aparecida, em uma rota alternativa a outras, predominantemente, pavimentadas, a rota foi oficializada, em 2005.

Como disse Frei Anízio em entrevista exclusiva ao Diário na manhã de hoje (22), “de Aparecida de Olímpia para Aparecida do Norte”. Confira a entrevista, repleta de informações, imagens belíssimas e, ao final, a bênção para todos:

RAMAL OLÍMPIA – APARECIDA DO NORTE

Olímpia faz parte do Caminho da Fé como um dos ramais oficializados como tal. Frei Anízio revela detalhes de como surgiu o Caminho, que veio da Espanha, e do que se trata o Ramal Olímpia, a futura reforma prometida pelo prefeito Fernando Cunha para a Praça (que ganhará um calçadão unindo-se com o Museu de Arte Sacra e Diversidade Religiosa) e um marco oficial do Caminho da Fé; e também sobre a elevação a Santuário da Igreja-Matriz no próximo dia 12, Dia da Padroeira; e a Fenossa 2021, ainda com cuidados diante do novo coronavírus, mesmo com a diminuição de casos efetivos e internações.

Portanto, nesta quinta, 13h, Frei Anízio abençoará mais 12 ciclistas que, além de provarem a sua fé, irão curtir paisagens, novos desafios e amizades, e a emoção da chegada na Basílica de Aparecida do Norte (confira vídeo ao final, de outros ciclistas que já fizeram o Caminho).

OS CICLISTAS

No total, os ciclistas olimpienses são: Luis Fernando Haines, Bruno Luiz Lima, Edvaldo Aparecido Pereira, José Antonio Daroz, Luis Fernando Lago, Nilton Martins Garrido, Jaime Luiz da Silva, Mauro Lúcio Pimenta, Henrique Girotto Rodrigues, Higor Girotto Rodrigues, Luciano Marques Bruniera, Paulo César Avelino Novais, Fauler Marins Batista, Claudemir Luis Graton, Fábio Roberto Carucce, Gustavo Pompêo de Almeida, Érico Esmeraldo Monteiro, Matheus Gomes, Luiz Antônio Vicente, Luiz Vítor Vicente Júnior, Paulo Octávio Somilio Marchini, Ivonir Marchini, Marcos Antonio Marques, Marco Rogério Luppi e Gilmar Nogueira.

O QUE OS CICLISTAS VÃO ENCONTRAR

Como um dos grandes intuitos desta viagem é proporcionar reflexões e reforçar a fé dos peregrinos, a indicação é completar o roteiro da maneira mais simples possível. O mapa completo tem 990 km de extensão e é possível se aventurar em versões diferentes da viagem, partindo de um dos pontos iniciais, localizados nas cidades de: Águas da Prata, Sertãozinho, Mococa, São Carlos, Aguaí, Tambaú e Caconde. Independente do ponto inicial, o destino é sempre o mesmo. Olímpia é um Ramal, o Frei explica isso na entrevista.

Um dos maiores desafios deste roteiro é a altimetria. No trecho entre as cidades de Luminosa e Campos do Jordão, por exemplo, os viajantes chegam a 1.800 metros de altitude, caminhando entre serras. Depois disso, os próximos 50 km até Pindamonhangaba são muito mais baixos, a pouco mais de 500 metros do nível do mar. Daí até o fim, em Aparecida do Norte, são apenas mais 22 quilômetros praticamente em uma reta.

Toda a diversidade do Caminho da Fé faz com que esta rota seja desejada, não apenas por seus fins religiosos, mas também pela experiência que ela possibilita. Por isso, ela é uma ótima opção para viagens de aventura feitas a pé ou de bicicleta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here