Desde o dia 1º de setembro, a Difusora AM de Olímpia está sob nova administração. Quem assumiu o comando da emissora foi o jornalista Cleber Luís, que já fazia parte da equipe da rádio, atuando à frente de programas como “Ronda Policial” e “Show da Manhã”. Além do rádio, Cleber tem experiência em televisão. Atualmente ele é repórter da Record TV e já atuou no SBT Interior por 5 anos e 9 meses.

Para marcar a troca de direção, a rádio já está executando durante os intervalos uma chamada anunciando mudanças a partir do dia 10. A proposta é ampliar o espaço do jornalismo na programação. Cleber explica que este tipo de conteúdo terá prioridade na grade. “Sou jornalista, seria até uma falta de coerência não valorizar este tipo de produto na programação da Difusora. A notícia já é importante na grade atual, mas pretendo dedicar ainda mais tempo ao departamento de jornalismo. Quero que o ouvinte não tenha que se preocupar em ficar atualizando as redes sociais ou entrando em sites para saber o que está acontecendo enquanto ele nos ouve. Se tiver um fato relevante, nós vamos parar a música que estiver tocando e entraremos ao vivo com plantões a qualquer momento do dia”, disse.

Para cumprir com a promessa de ser a primeira rádio a noticiar sempre que algo acontecer, a Difusora está fazendo parcerias com outros meios de comunicação da região. “Vem muita coisa por aí neste sentido, mas a primeira que posso adiantar é a parceria com o Diário de Olímpia. Leonardo Concon e eu já temos uma relação de cooperação há algum tempo e agora vamos intensificar. Diariamente ele vai gravar a Ronda Policial e reproduzir na Live do Diário, enriquecendo o produto dele. Da mesma forma, sempre que o Diário tiver algum plantão, a Difusora irá retransmitir. Além disso, a ideia é que ele faça várias participações ao vivo durante nossos programas com os principais destaques do dia”, explicou Cleber.

Outra novidade é o retorno do radialista João Baraldi aos microfones da Rádio do povo. “O Baraldi é um patrimônio do rádio e eu quero trazer essa essência do AM de volta à Difusora. Ele vai colaborar com a experiência que possui e a irreverência que é a marca dele”, afirmou o novo diretor, que também vai manter todos os atuais comunicadores no ar. “Nós já temos um bom time, só vamos reforçar. O Eduardo Correia tem uma audiência impressionante, O Marcão Neves e o Jesus Hortêncio também tem um público fiel e são de extrema importância para a Difusora”.

O departamento comercial também foi reforçado. O veterano Welington Silva, conhecido como Tatu, que já trabalhou na Difusora, também está de volta à equipe.

“A Difusora foi a primeira emissora com a qual tive contato, aos 11 anos de idade. De lá pra cá, com excessão de um curto espaço de tempo em que atuei na Band FM, não me afastei dela. Então, é uma honra e uma responsabilidade muito grandes estar à frente deste projeto. Agradeço ao Fernando Martinelli, que desde 2005 comandou a rádio, por acreditar em mim em diversos momentos. Graças a ele eu cresci muito, tanto profissionalmente, quanto na minha vida pessoal. Ele foi muito importante neste processo de amadurecimento e tenho uma gratidão enorme por isso”, disse Cleber.

Cleber Luis tem 25 anos. É formado em jornalismo pela Unilago e em Radialismo pelo Senac. Falou pela primeira vez em uma emissora de rádio (Na Difusora AM) em 2004, aos 11 anos. Em 2012 começou a carreira em Tv, no SBT Interior, e em abril deste ano deixou a emissora de Silvio Santos a convite da Record TV, onde atualmente trabalha como repórter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here