Nesta terça feira, seis taxistas estão programados para instalarem em seus veículos o taxímetro, no Recinto do Folclore, através do Sindicato da categoria de São José do Rio Preto, em cumprimento à lei municipal de maio deste ano. A Estância Turística de Olímpia conta com 24 táxis regulamente cadastrados na autarquia PRODEM (Progresso e Desenvolvimento de Olímpia), responsável também pelo transporte público urbano da cidade.

O prazo foi prorrogado até 13 de setembro, alguns taxistas estão irredutíveis, mas o diretor-superintendente da PRODEM, Márcio Ramos, disse que “a não instalação poderá acarretar até na cassação da licença do taxista infrator”.

Segundo decreto assinado pelo prefeito Fernando Cunha, os valores das tarifas dos serviços de táxi passam a vigorar com os seguintes valores:

  • bandeirada R$ 4
  • hora parada R$ 20
  • bandeira 1 R$ 2,50
  • Bandeira 2 R$ 3,00
  • Fração R$ 0,35

COMO VAI FUNCIONAR

No período das 6 às 18h, de segunda a sexta, a tarifa deverá ser cobrada de acordo com Bandeira 1, sendo que nos demais horários e também domingos e feriados, e sábados após o meio dia, a tarifa terá a sua cobrança pela bandeira 2.

O taxímetro deve ser ligado na presença do passageiro e indicar no mostrador somente a tarifa inicial.

Nos serviços intermunicipais e interestaduais, o preço da viagem será de livre acordo entre o taxista e o passageiro.

Para o funcionamento dos taxímetros em Olímpia, além da instalação que teve início nesta terça, ainda depende da aferição do Instituto de Metrologia e Pesos e Medidas, o IPEM.

O aparelho está sendo colocado de forma que permita o fácil acompanhamento da operação e medição em qualquer posição ocupada pelo passageiro, ou seja, o taxímetro está sendo colocado sobre o painel do veículo, colocado sobre o para-brisa, ou colocado acima da extremidade superior do câmbio de marchas, fixados no painel.

Quanto aos carros de aplicativos, Márcio Ramos disse que esta será “uma segunda etapa, que não devemos fugir da regulamentação” para que direitos e deveres dos transportadores sejam todos iguais”.

Cada taxista tem que comprar o aparelho que, instalado, sai por R$ 700. Esse modelo permite conectar impressora para emissão de recibo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here