Os riscos cardiovasculares associados à obesidade crescem com o índice de massa corporal (IMC). A obesidade está se tornando uma epidemia global em crianças e adultos. Ela está associada a inúmeras doenças graves, como doenças cardiovasculares, diabetes do tipo 2, hipertensão, entre outras – temas que foram apresentados pelo Diário Tendência, um quadro dentro do Diário ao Vivo, programa apresentado pelos jornalistas Aline Salomão e Leonardo Concon, nesta quarta-feira (3), tendo como entrevistada a cardiologista Naiara Teixeira.

Em geral, o sobrepeso e a obesidade estão associados a inúmeras complicações cardíacas, tais como doença cardíaca coronária, insuficiência cardíaca e morte súbita por causa de seu impacto sobre o sistema cardiovascular, ressalta a cardiologista olimpiense, que trabalha em conjunto com a sua irmã, Aline Teixeira, ginecologista, na Clínica Socorros Mútuos e, em breve, atenderão em clínica própria na Rua Benjamin Constant, 1356.

Naiara deixou claro que a obesidade abdominal é um fator de risco para doenças cardiovasculares em todo o mundo, mas os anos estimados de vida perdidos atribuíveis à obesidade difere entre as raças e de gênero.

Na entrevista, a cardiologista também falou do popular ‘inchaço’ – Um problema comum na obesidade é o edema, que pode ser parcialmente uma consequência da pressão ventricular elevada, apesar da elevação do débito cardíaco.

E ela deixa até alguns conselhos práticos, principalmente para quem se exercita nas academias (o maior perigo é o ‘atleta de fim de semana’), toma drogas, anabolizantes, estressa o coração sem antes procurar exames básicos e até mesmo o cardiologista.

Confira a entrevista na íntegra e se você tiver dúvida, deixe a sua pergunta. A cardiologista pode ser encontrada no telefone (17) 3280-4639 :

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here