O pré-candidato à presidência da OAB-SP, Leonardo Sica, se encontrará com colegas e apoiadores em uma reunião no Dat Badan Restaurante, em Olímpia, na próxima quinta-feira (16), às 18h30. Ele tem o respaldo, inclusive, de olimpienses com renomadas bancas advocatícias na capital paulista, como Carlos Miguel Aidar, Antonio Ivo Aidar e Luís Silvio Moreira Salata, entre outros.

Confira o convite que Sica faz, a pedido do Diário:

Em pauta, eleições OAB-SP, gargalos da assistência judiciária e a falta de suporte para a advocacia enfrentar a crise, restrições de mercado e as dificuldades de acesso à justiça diante do distanciamento do judiciário.

A OAB-SP é a maior Seccional do Brasil, com 247 subsecções. As eleições da entidade paulista serão realizadas, simultaneamente, em novembro e deve movimentar cerca de 300 mil profissionais do setor.

Sica tem apoiadores de olimpienses radicados em SP, como Ivo Aidar, Silvio Salata e Carlos Miguel Aidar

Leonardo Sica foi Presidente da Associação dos Advogados do Estado de São Paulo, no período de 2015/16 e, atualmente, é presidente do “Movimento 133”, criado em homenagem ao Artigo 133, da Constituição Federal, que garantiu a inviolabilidade do advogado.

Sica é apoiado por uma ‘frente ampla’, onde se destacam, além dos ilustres olimpienses citados, Patrícia Vanzolini, Alberto Zacharias Toron, Marcos da Costa, Sergei Cobra Arbex, Antonio Correia Meyer, Fábio Tartucce, José Fernando Simão, Rui Fragoso, entre outros.

Assim como Leonardo Sica, Patrícia Vanzolini é diretora do Movimento 133. A advogada foi candidata à vice-presidente na chapa encabeçada por Leonardo Sica nas eleições da OAB-SP, realizas em 2018. Na ocasião, a chapa de Sica e Patrícia ficou em 3º lugar, com cerca de 30 mil votos, em uma eleição com 45% de abstenção.

Em sua plataforma de pré-campanha, destacam-se temas atuais e urgentes, como o combate à reeleição, abandono institucional da classe, combate à corrupção recentemente divulgada, além de defender o voto digital e um trabalho “mais firme em favor do advogado que presta serviços na Assistência Judiciária”.

VOTO DIGITAL: SP FORA, CRÍTICAS

Outros temas devem ser debatidos no encontro desta quinta-feira: reforma tributária, eleições remotas para eleições da OAB em todo o Brasil – atualmente apenas advogados de cinco estados (DF, SC, PR, RS e MA) podem votar remotamente; modernização da OAB, inclusão de minorias ao exercício da advocacia; acesso à justiça e diversas demandas que afetam a profissão de advogados e a sociedade paulista. 

O Conselho Pleno da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) aprovou no último dia 24, a realização de eleições para a entidade de forma online apenas para os estados que fizeram requerimento para esta modalidade. Os advogados poderão votar remotamente no DF, SC, PR, RS e MA. A decisão gerou críticas de advogados paulistas.

Um dos principais defensores da aprovação das eleições online em todo o país, o advogado Leonardo Sica, pré-candidato à presidência da seccional paulista da Ordem, lamentou que São Paulo tenha ficado de fora. “A democracia interna da OAB não condiz mais com a história da entidade. Perdemos a oportunidade de recuperar nossa representatividade”, afirmou.

Leonardo Sica: OAB-SP fora da eleição digital?

Sem o voto digital, muitos dos 300 mil advogados paulistas terão que viajar grandes distancias para votar. “Não é justo que um advogado associado saia de sua cidade e viaje 150 quilômetros para depositar seu voto”, lamenta Leonardo Sica.

O advogado considera que as eleições online em São Paulo seria um marco na modernização da OAB, na renovação política e no fortalecimento do campo de trabalho da categoria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here