Às vésperas da Black Friday, que acontece na sexta-feira, 27, vale ficar alerta aos golpes de internet motivados por empresas e indivíduos mal-intencionados.

Thiago Claro
Thiago Claro

Por isso, Thiago Claro, coordenador do curso de Tecnologia em Sistemas para Internet do Centro Universitário Senac, dá algumas dicas para aumentar sua segurança nas compras on-line e aproveitar os descontos da Black Friday sem transtornos nem arrependimentos.

INFORME-SE

Antes de fazer uma compra em um site que você não conhece, procure saber o máximo possível sobre a empresa: é importante verificar se há reclamações sobre a loja em redes sociais e sites especializados.

Outra dica é conferir a lista que o Procon-SP mantém atualizada, com as lojas virtuais para serem evitadas, pois já apresentaram problemas. Também procure se informar sobre as políticas de entrega e de troca da loja. Note que essas regras podem mudar em períodos de promoção, como a Black Friday.

OBSERVE

É importante ficar atento até mesmo a detalhes na própria página da loja, como se em algum lugar consta endereço, telefone e outras formas de contato além do e-mail. Também vale observar a existência de alguns “selos” ou “badges” conquistados pelo site a partir da avaliação por sistemas como o e-bit, que é baseado em pesquisas com os consumidores sobre a qualidade do site durante o processo de compra, pagamento e também depois da entrega do produto.

DESCONFIE

Desconfie de ofertas muito absurdas, até mesmo para uma Black Friday, e de sites que exigem pagamento por depósito em conta bancária. Procure sites com sistemas de pagamento seguro e criptografia de dados; verifique na barra de endereços na página de pagamento se aparece https://. Ao invés de http, o https significa que se trata de um ambiente seguro e isso implica em dados criptografados.

Leia mais

Azurra Móveis é um dos maiores golpes do e-commerce do Brasil. E Alberto Shigueru Nishi, a vítima

NÃO FACILITE

Ao criar seu cadastro na loja virtual, é muito importante não utilizar a mesma senha do seu e-mail, do banco, cartões, etc. Essa é uma dica óbvia, mas que sempre vale a pena reforçar, pois a reutilização de senhas é um hábito que parece cômodo e bastante prático, porém é extremamente perigoso e muitas pessoas ainda mantêm esse costume.

O consumidor não precisa se preocupar com a tecnologia que o site utiliza, pois as principais empresas de e-commerce buscam sempre profissionais formados nesta área da computação, onde aprenderam a proteger o sistema de fraudes e invasões. “O grande problema, nesse caso, é para o site que não está ali para vender, e sim para enganar”, explica Thiago.

Sobre o curso

Habilita os alunos a desenvolver sistemas em uma plataforma web, que exige também alguns conhecimentos específicos de arquitetura de programação e design. Os profissionais formados são capazes de atuar na concepção e no desenvolvimento de um sistema em ambiente web, como por exemplo um e-commerce, compreendendo todas as etapas envolvidas no processo de criação. Atuar tanto na parte de interface, usabilidade e layout de um sistema (frontend) quanto na programação dos componentes envolvidos e do banco de dados (backend).

No momento, o curso está com inscrições abertas para o vestibular 2016, até o dia 22 de novembro.

SERVIÇO

Inscrições para o Vestibular 1semestre de 2016 do Centro Universitário Senac

Período: até 22/11

Taxa de inscrição: R$ 80

Data da prova: 5/12

Resultado: 18/12

Matrículas: 21 e 22/12

Inscrições pelo site: www.sp.senac.br/vestibular

Informações: 0800 883 2000

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here