Um grave acidente de trânsito ocorreu na manhã de ontem (8), quarta-feira, em Guaraci, mais propriamente nas obras de infraestrutura de pavimentação do bairro Riviera. Um pedestre foi atropelado por um caminhão basculante de areia que dava marcha à ré que, segundo testemunhas, não tinha balizadores e sequer o sinal sonoro para esse procedimento. Ele está na UTI da Santa Casa de Barretos e, segundo informações, corre o risco de perder uma das pernas e a outra ficar com sequelas.

A vítima é o pescador Alex Sandro José Cassoni, 42 anos, que, segundo declarações do motorista Geremias Atio da Silva, 53, é da própria vítima ainda consciente, o caminhão deu marcha a ré e o pedestre não foi visto. Ele falava ao celular no meio da Alameda 7, proximidades do número 18, do Riviera.

Testemunhas apontam que o caminhão, um velho Mercedes-Benz 1984 não tinha o obrigatório sinal de alerta desse procedimento. E também nenhum trabalhador da obra, terceirizada para a empresa Paviecom, de São José do Rio Preto, auxiliou o motorista na marcha a ré do basculante carregado de areia.

O motorista do Mercedes-Benz acionou o socorro. Testemunhas disseram que uma das pernas ficou totalmente esmagada e com ferimentos expostos. Ele foi transferido para a Santa Casa de Barretos e, às expectativas de que as pernas se recuperem são mínimas, relatam ao Diário.

As obras estão sob a responsabilidade da Prefeitura de Guaraci. A Santa Casa de Barretos reuniu familiares da vítima para transmitir o quadro clínico do pescador que encontra-se na UTI e o médico deixou claro que a prioridade é, evidentemente, salvar a vida do pescador, em seguida as demais providências quanto as pernas atropeladas.

O boletim de ocorrência foi registrado como lesão corporal dolosa por acidente de trânsito, e poderá, segundo o Código Brasileiro de Trânsito ser agravado como gravíssimo. Vai depender, posteriormente, de representação da vítima, já que depende da profissão de pescador para sobreviver e, portanto, de sua saúde em dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here