O deputado federal Geninho Zuliani (DEM/SP) visitou nesta quarta-feira  (25), as obras da nova fábrica de vacinas do Instituto Butantã, em São Paulo. Neste local serão produzidas, em breve, as doses de Coronavac, vacina contra a Covid-19.

Geninho foi nomeado relator da Medida Provisória número 1003, que permitirá a adesão do Brasil à Aliança Covax Facility, consórcio internacional formado por 168 países, que tem por objetivo promover acordos multilaterais para acelerar a compra e distribuição de uma vacina contra a Covid-19, sob a coordenação da OMS (Organização Mundial da Saúde).

“Essa visita faz parte do meu trabalho como relator da MP que vai regrar a aquisição de vacinas contra Covid-19, bastante otimismo e expectativa com a eficácia desta vacina”, frisou Zuliani.

Nova fábrica

As instalações, segundo o Butantã, terão capacidade – quando finalizadas – de produzir 100 milhões de doses de vacina por ano, em uma área de 10 mil m², podendo desenvolver ainda outros imunizantes fabricados pelo Instituto. A previsão de conclusão das obras é de até 10 meses, com um custo de R$ 160 milhões.

Acompanharam o deputado Geninho Jaqueline Borin, gerente de Planejamento e Projetos Estratégicos, Tiago Rocca, gerente de Novos negócios e Parcerias Estratégicas, Cintia Lucci, diretora de Projetos Estratégicos, professor Dimas, diretor do Instituto Butantan e Paulo Capeloto, diretor jurídico.

Vacina

O Instituto Butantã finalizou neste mês a fase III dos ensaios clínicos para testar a eficácia e a segurança da vacina contra o coronavírus.

Os resultados serão enviados pelo Comitê Internacional independente na primeira semana de dezembro para que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) analise o relatório para verificação da vacina desenvolvida pelo Butantã em parceria internacional com a biofarmacêutica Sinovac Life Science.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here