DA REDAÇÃO — O Royal Thermas Resort & SPA recebeu na noite de hoje (9), oficialmente, a placa da RCI—Resort Condominiums Internationallíder mundial no segmento de férias compartilhadas e pioneira no Brasil nesse negócio, que cresce exponencialmente.

Winston Rezende com o casal Ronald-Priscila Remondy
Winston Rezende com o casal Ronald-Priscila Remondy

Com a placa, recebida pela família Rezende e sócios do Royal, o complexo hoteleiro de Olímpia passa a integrar o rol de 4.300 empreendimentos em mais de 100 países da RCI.  Fundada em 1974, nos Estados Unidos, a RCI tem a proposta de promover intercâmbios de férias e assim tornar as viagens de lazer mais fáceis de serem praticadas em diferentes destinos.

Sócio Carlos Savian (esq.) com diretores da RCI na primeira fila
Sócio Carlos Savian (esq.) com diretores da RCI na primeira fila

Até o final do ano, segundo explicou o superintendente do Royal, Gustavo Rezende, ao Diário, os apartamentos restantes do Royal Star, no decorrer do ano, passam a ser vendidos de forma compartilhada com 13 investidores, assim cada um passa a ter quatro semanas de uso no Royal Star, ou negociar esse período por pontos com a RCI e, assim, desfrutar de férias em qualquer lugar do mundo.

Gerente Geral Mário Dias como cerimonialista do evento
Gerente Geral Mário Dias como cerimonialista do evento

No total, são 960 apartamentos com os dois empreendimentos – Royal Thermas, inaugurado no final do ano passado, e Royal Star a ser inaugurado até o final do primeiro semestre, segundo revelou Gustavo ao Diário. “Um investimento até hoje de R$ 250 milhões, e outros R$ 250 milhões que serão aplicados em um novo empreendimento, também com cerca de 500 apartamentos, a ser anunciado e que o Diário obteve em primeira mão. No total, um investimento em Olímpia de meio bilhão de reais dos grupos GR, WGR e sócios, como Ronald Remondy Júnior, Carlos Savian e Selim Jamil Murad, entre outros.

Diretora Maria Rita, da RCI, fala sobre as vantagens das férias compartilhadas
Diretora Maria Rita, da RCI, fala sobre as vantagens das férias compartilhadas

A cerimônia foi conduzida pelo gerente-geral Mário Dias que, primeiramente, deu as boas vindas a todos e chamou à frente Maria Carolina Pinheiro, diretora geral da RCI Brasil, que explicou o convênio e passou um vídeo em que, 80 segundos, faz o turista virtual viajar pelo mundo. Ela discorreu, também, sobre a vantagem do sistema fracional de investimento em turismo. Também presentes os gerentes Almir Calaça (Marketing e Vendas) e Cavalcante (controller administrativo e financeiro).

Secretário de Turismo Marcelo Paschoal, representando o prefeito Geninho Zuliani
Secretário de Turismo Marcelo Paschoal, representando o prefeito Geninho Zuliani

“Diante do crescimento no Brasil do tempo compartilhado para as férias de lazer, a RCI há cerca de dois anos identificou a oportunidade e introduziu no país um novo conceito de férias: fractional, que atende uma demanda da sociedade que busca casa de veraneio, com todo o conforto da sua primeira residência, a um hotel. Ao invés de intercambiar tempo, ela promove o intercâmbio de residências de férias”, explicou Maria Rita.

Vereador Beto Puttini fala em nome do legislativo
Vereador Beto Puttini fala em nome do legislativo

Também deu as boas-vindas aos empreendedores e participantes do encontro o secretário de Turismo, Marcelo Soares Paschoal, representando o prefeito Geninho Zuliani. Depois, o vereador Beto Puttini, em nome do legislativo. Finalmente, o superintendente do Royal, Gustavo Rezende.

Gustavo Rezende, superintendente do Royal Thermas
Gustavo Rezende, superintendente do Royal Thermas

Por fim, houve a entrega da placa aos empreendedores, tendo ao centro Winston da Costa Rezende, filhos e sócios. Winston receberá, em breve, o título de cidadania olimpiense, conferido pela Câmara Municipal.

Winston Rezende, ao centro, exibe a placa de filiação à RCI
Winston Rezende, ao centro, exibe a placa de filiação à RCI

Foi servido um coquetel aos presentes.

COMO FUNCIONA

O motivo do sistema de viagem de férias ter conquistado o mundo é simples de entender: começou na Europa, ganhou força nos Estados e rapidamente se disseminou pelo México, França, Argentina e Inglaterra por oferecer um serviço que garante o pagamento das diárias de hospedagem na moeda local, sem qualquer influência de mudança cambial, independentemente do destino escolhido para fazer uso do seu tempo compartilhado.

No Brasil, para se ter ideia da qualidade dos empreendimentos afiliados, estão na relação Rio Quente Resorts, Beach Park, Grupo diRoma, Grupo Pestana, Enotel, Costão do Santinho, Costa do Sauípe, entre outros, o que ainda evidencia a diversidade de localidades oferecida. E a adesão dos hotéis e resorts a esse novo sistema é reflexo do interesse do brasileiro.

Corretores também estiveram presentes à cerimônia
Corretores também estiveram presentes à cerimônia

Enquanto o turismo convencional registra altas de apenas um dígito, o sistema time share há três anos consecutivos evidencia crescimentos de dois dígitos. De acordo com a diretora geral da RCI Brasil, Maria Carolina Pinheiro, “cada vez mais brasileiros querem viajar nas suas férias, porém, eles buscam conforto e planejamento. E a possibilidade de conhecer vários destinos nós oferecemos”.

A modalidade funciona da seguinte maneira: ao invés de comprar uma casa de veraneio, que gerará um alto gasto mensal e o proprietário pouco utilizará – em média dois meses por ano -, construtoras vendem residências de lazer de maneira fracionada, ou seja, cada imóvel tem alguns proprietários – número que é definido de modo a atender o tempo de uso, por ano, adequado para cada família. O negócio garante gastos menores, com a garantia de férias com conforto da própria casa e possibilidade de conhecer vários destinos por meio do The Registry Collection, marca de intercâmbio de luxo da RCI.

Gustavo Rezende exibe o certificação de excelência nas avaliações do Trip Advisor
Gustavo Rezende exibe o certificação de excelência nas avaliações do Trip Advisor

Modalidades de negócio

Gerente Geral Mário Dias à frente da placa de filiação RCI
Gerente Geral Mário Dias à frente da placa de filiação RCI

RCI Weeks: o cliente compra antecipadamente semanas de hospedagem em algum empreendimento afiliado à RCI e pode utilizá-las no empreendimento onde ele adquiriu as diárias ou em algum outro empreendimento afiliado no Brasil e no exterior, desde que mantidas as características adquiridas inicialmente.

RCI Points: esse sistema, ao invés de semanas, usa pontos. O cliente adquire pontos a serem usados da maneira que ele julgar adequado em qualquer empreendimento do Brasil e exterior. O cliente tem mobilidade maior na aquisição, pois pode adquirir resort conforme o volume de pontos adquiridos.

The Registry Collection: programa de intercâmbio voltado ao público de alto padrão, pois participam proprietários da modalidade fractional, interessados em viajar, mas sem perder a essência de estar em sua segunda moradia de férias. Oferece residências luxuosas nos seis continentes e ainda serviços, como concierge.

GALERIA DE FOTOS

1 COMENTÁRIO

  1. Cade o rendimento dos proprietarios que acreditaram e financiaram esse empreendimento ????
    Parece que está uma maravilha, mas para os administradores

DEIXE UMA RESPOSTA