Vítima de violência doméstica, espancada pelo companheiro, um mototaxista que o boletim de ocorrência protege como EHC, mas que o seu nome é Eduardo Henrique Correa, Graziela Carvalho decidiu, hoje, nas redes sociais, se expor, revelar que está bem, que não está com nenhuma fratura, como alguns blogueiros exageraram, e que, sim, “serão marcas que existirão para sempre” dentro de si, fazendo alerta para que as mulheres não tenham medo e denunciem a violência.

Como se recorda, ela foi espancada pelo mototaxista, muito conhecido na cidade, nem precisava o Boletim de Ocorrência ocultar, após uma festa na madrugada de domingo passado.

A ocorrência foi registrada como Lesão Corporal, Violência Doméstica e Constrangimento Ilegal na Delpol.

A vítima estava na UPA de Olímpia, onde os policiais militares a atenderam. ela disse que se desentendeu com EHC, estavam vindo de uma festa familiar, e foi agredida com socos e ainda teria sido ameaçada de não contar nada a ninguém sob pena de morte.

O mototaxista foi então detido em flagrante e, na delegacia, foi arbitrada a fiança de R$ 1.900,00 que não foi paga de imediato e ele ficou detido na cela da delegacia local.

O DESABAFO

“Não tenho vergonha das minhas marcas, muito menos de me expor, apenas são marcas que, sim, jamais irei esquecer desse dia de terrorismo que eu vivi, elas irão se cicatrizar, isso vai passar, pode levae um tempo, mas irão ser apagadas da minha memória aos poucos.

Quero dizer para todos que andam falando sobre o acontecido, quero que fique bem claro, que estou bem, estou enxergando muito bem, não houve nenhuma fatura em meu rosto, a não ser marcas de um covarde.

Quero passar para todas as mulheres que passaram por isso, ou que ainda passam, que isso não pode continuar no Brasil. Eles precisam ser punidos, quem maltrata suas companheirase a lei precisa ser mais rigorosa, que não poderia ter fiança contra tentativa de HOMICÍDIO.

Vocês, mulheres, denunciem isso. Não tenham medo. Dêem-se o valor. Precisam ser amar, primeiramente, antes de amar o próximo.

Estou bem de saúde. Estou em casa. E, mais uma vez, obrigado a todos.

#Amiga, adorei a flor, obrigada por estar ao meu lado demonstrando ser essa pessoa maravilhosa e me apoiando”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here