Foi apresentado na manhã de hoje a ‘Saúde Digital’, projeto pioneiro que o País está estudando para colocar em prática, e que Olímpia sai na frente. Aliás, a mesma empresa que faz o projeto para o Ministério da Saúde, é a responsável por todo o sistema no município. Confira a reportagem detalhada, em gráficos, textos sucintos e vídeos exclusivos com as falas do secretário da Saúde Marcos Pagliuco, vice-prefeito Fábio Martinez e prefeito Fernando Cunha.

Estiveram presentes o presidente do Conselho Regional de Farmácia, Marcos Machado; o ex-presidente da Anvisa, Dirceu Raposo de Melo; o presidente da Câmara Antonio Delomodarme, Niquinha, e membros da NextCorp.

O Diário transmitiu ao vivo as falas de todos os envolvidos, inclusive do prefeito Fernando Cunha e do vice, que é médico, Fábio Martinez, e obteve com exclusividade as fases do sistema, ilustradas nessa reportagem. Confira, antes, as entrevistas exclusivas com o prefeito, vice e o responsável pela Next Corp, do Saúde Digital, Marcelo Ferraz:

O sistema foi desenvolvido baseado no conceito mundialmente conhecido como e-prescription. Por meio dele, é possível acessar receitas emitidas por médicos de forma eletrônica e assinadas por certificado digital, por qualquer sistema ou plataforma, criando um modelo padrão de recebimento das receitas eletrônicas.

Entre os objetivos destacados pelos participantes do evento, o sistema digital permitirá o fim das receitas inelegíveis (letra de médico), segurança ao receitar, rastreabilidade dos medicamentos e a proteção contra adulteração de receitas, entre outras.

Aplicativo Saúde Online

Um aplicativo para smartphones é disponibilizado aos pacientes gratuitamente, permitindo que ele acompanhe todo o seu receituário Ele terá, na palma da mão, o banco de dados da sua saúde, com receituário e atestados médicos.

Para as farmácias e farmacêuticos

• Segurança e minimização de erros na dispensação;
• Fim das receitas ilegíveis, falsas e com rasuras;
• Evita dupla dispensação (SUS) permite rastreabilidade do medicamento em todas as fases da cadeia (Prescritor –> Paciente –> Farmácia);
• Ganho de tempo receita digitada, leitura dinâmica, sistema simples e ágil;
• Acesso ao histórico e interação do paciente;
• Elimina a conferência da receita com os prescritores, evitando desgaste e retrabalho.

Vantagens para os médicos

Com a Lei Nº 13 732 2018 (art 35 que autoriza a validade nacional do receituário, será possível, apenas pela consulta do CPF, não apenas prescrever o medicamento, mas conhecer o histórico do paciente, permitindo uma melhor orientação e assistência médica, tanto para a rede privada quanto para a pública.

Para o Cidadão

• Controle de receitas em tempo real no celular com maior segurança
• Diminuir possibilidade de interação alérgica medicamentosa
• Proteção contra falsos médicos e segurança em consultas
• Evitar troca de receita e dupla dispensação
• Ganhar tempo e agilidade na dispensação pública do medicamento

Para o Município

• Economia com medicamentos de dispensação especial de Alto Custo
• Redução das fraudes com uso de receitas falsas
• Possibilidade de elaboração de uma infinidade de análises e relatórios para subsidiar uma melhor gestão dos serviços de saúde pública
• Eliminação ou redução substancial dos problemas decorrentes de profissionais não registrados no conselho profissional
• Controle austero da dispensação economizando na previsão de compras

O secretário da Saúde, Marcos Pagliuco, explicou em detalhes (vídeo exclusivo Diário):

O médico, vice prefeito, Fábio Martinez, detalhou a importância do projeto, beneficiando o sistema como um todo, médicos, farmacêuticos, prescritores de receitas:

O prefeito Fernando Cunha justificou o Saúde Digital em Olímpia:

O Diário transmitiu, ao vivo, todo o evento:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here