O bispo diocesano de Barretos, Dom Milton Kenan Junior emite novo Decreto a respeito da celebração da Semana Santa em relação à quarentena do coronavírus. A transmissão ao vivo ainda será utilizada para evitar aglomerações.

“Dando continuidade às orientações já emitidas por mim no que diz respeito da ação da Igreja durante a pandemia do Convid-19, quero por meio deste determinar que:

  • “Uma vez que a celebração da Semana Santa não pode ser transferida no calendário litúrgico, de acordo com o decreto da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos de 19 de março de 2020, as celebrações deverão ocorrer nas igrejas matriz utilizando-se dos meios eletrônicos para a transmissão ao vivo, aonde for possível.
  • “Os fiéis, portanto, deverão ser avisados a respeito do horário do início destas celebrações para que possam unir-se em oração em seus lares e poderem acompanhar os ritos pelos meios de comunicação social ou pelas redes sociais;
  • “No Domingo de Ramos faça-se a Benção dos Ramos conforme a Segunda forma: forma solene, levando-se em conta os parágrafos 13 e 14 no Missal Romano (p. 229). Importante lembrar que a presença de acólitos e ministros para auxiliar deve ser mínima;
  • “A Missa do Crisma fica suspensa e adiada para uma outra data, para quando for possível realizá-la;
    Na Quinta-feira Santa omite-se o Lava-pés e, após a Oração da Comunhão, o Santíssimo Sacramento deve ser reposto no Sacrário;

“Na Sexta-feira Santa conclui-se a Oração Universal, acrescentando esta súplica:

“Pelos doentes, pelos defuntos, pelos que sofrem alguma perda: “Deus eterno e todo poderoso, Vós vos mostrastes compadecido de todos os sofrimentos humanos em Jesus Cristo, vosso Filho. Olhai com misericórdia para a humanidade que sofre com a pandemia atual nos doentes, nos falecidos e nas famílias que perdem seus entes queridos; e estendei a vossa mão poderosa, o próprio Cristo Senhor, para que a humanidade se uma na fraternidade e na fé, e seja vitoriosa diante da pandemia que atinge a todos nós. Por Cristo, nosso Senhor. Amém”.

  • “Na Vigília Pascal omite-se a benção do fogo. Aceso o Círio Pascal, segue o Precônio Pascal e a Liturgia da Palavra. Na Liturgia Batismal apenas renovem-se as promessas batismais;
  • “Por determinação da CNBB, a Coleta da Solidariedade prevista para Domingo de Ramos e a Coleta para os Lugares Santos prevista para Sexta-feira Santa serão transferidas para outra data, na ocasião propícia;
  • “No que se refere ao atendimento das secretarias paroquiais: de acordo com o decreto estadual nº 64.881 de 22 de março passado, e os possíveis decretos municipais que declaram o estado de quarentena e calamidade pública, o atendimento presencial nas secretarias continuam suspensos.
  • “O trabalho interno dos funcionários, mantendo as portas fechadas, continuam com atenção às orientações, com horário normal ou reduzido;
  • “Em relação à arrecadação do dízimo cada pároco pode motivar os fiéis que o puderem fazer, tendo em vista a manutenção dos funcionários das paróquias, que devolvam o dízimo através de transferência eletrônica identificada, onde for possível, ou então que eles levem à igreja num envelope identificado para ser colocado em cofre público das ofertas das igrejas (onde existem).
  • “Comunico-lhes, também, que a Cúria Diocesana deixará de cobrar a taxa mensal das paróquias nos meses de abril e maio.
  • “Também serão suspensas a cobrança de parcela de empréstimos devidos pelas paróquias nestes dois meses.
  • “Em relação ao FAP, caberá ao Representante dos Presbíteros com os padres coordenadores das Regiões Pastorais pronunciarem-se a respeito, se serão ou não descontados os 10% da côngrua dos padres.
  • “Serão mantidos nos boletins de abril e maio somente os valores referentes a impostos ou serviços prestados a terceiros;

“Neste momento precisamos estar atentos para com as pessoas e famílias que, com a crise, entrarão numa situação ainda mais desoladora de fome, visto que muitas famílias já estão afligidas pelo desemprego.

“Como escrevia São João Paulo II, agora é necessário usar da fantasia da caridade, para criar mecanismos de suporte e ajuda a estas famílias apoiando o trabalho da Sociedade São Vicente de Paulo, sensibilizando as pessoas para arrecadação de alimentos, caso o poder público ainda não tenha tomado estas medidas.

“Sem mais, no momento, agradeço a colaboração de todos os padres de nossa diocese e peço a compreensão de todos os fiéis para que possamos, neste momento, crescer na fraternidade e na fé.

Dom Milton Kenan Junior
Bispo de Barretos”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here