Representantes de bibliotecas de todo o Estado, cujas cidades foram selecionadas para receber o programa Viagem Literária 2017, participaram, na última semana, do Módulo Inicial do projeto. A capacitação, realizada em São Paulo, contou com a presença da bibliotecária da Estância Turística de Olímpia, Maria do Carmo Kamla Passi. A capacitação foi ministrada pela escritora e doutora em Literatura Brasileira, Noemi Jaffe.

“Nós inscrevemos a Biblioteca Municipal ‘Fernando de Barros Furquim’, fomos selecionados e vamos receber o contador de histórias Giba Pedroza”. Mas, para isso, temos que participar do curso. No total serão cinco módulos”, explica Maria do Carmo. O programa Viagem Literária traz escritor e contador de histórias a Olímpia, no dia 22 de maio deste ano.

Na abertura do Módulo Inicial, o secretário-adjunto de Estado da Cultura, Romildo Campello, disse que a ideia não é somente produzir eventos esporádicos e sim pensar a cultura como um sistema, estando integrado às cidades e pensando nos desafios que existem na gestão municipal. Nesse sentido, a coordenadora da Unidade de Difusão Cultural, Bibliotecas e Leitura (UDBL), Silvia Antibas, afirmou que o Viagem Literária é um dos programas mais bem avaliados da Secretaria da Cultura.

O curso reuniu representantes das cidades selecionadas e apresentou estratégias de ação para que o programa seja um sucesso. Durante os encontros, os participantes conhecem a programação e os resultados do projeto, que promove a descentralização da cultura, por meio das bibliotecas em parceria com a comunidade, uma vez que o programa é dirigido a pessoas que desejam encontrar na leitura, e na sua mediação, o prazer, a motivação e o conhecimento para construir um mundo melhor.

O PROGRAMA

Em 2017, o Viagem Literária completa dez anos, renovado e ampliado, dando mais oportunidades de aproximação das bibliotecas com seus públicos. Ao todo, estão programados 360 eventos em 90 cidades do litoral e do interior do Estado.

Anualmente, dezenas de cidades recebem nomes consagrados para falar de personagens e histórias que estão sendo registradas pela literatura brasileira contemporânea.

A missão da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo é formular e implementar políticas públicas visando ampliar o acesso aos bens culturais, a descentralização das atividades e a valorização do patrimônio cultural paulista.

ENTRE LIVROS E SONHOS

Giba Pedroza é contador de histórias, estudioso e pesquisador da tradição e da literatura infantil. Desde 1987, trabalha com os contos e a literatura infantil, realizando apresentações e oficinas para crianças, educadores, terceira idade e público em geral.

Gravou diversos CDs infantis e participou de encontros e festivais de contadores de histórias no Brasil e no exterior. É também escritor dos livros “Alecrim Dourado e outros Cheirinhos de Amor” e “A Lenda do Preguiçoso e Outras Histórias, além de ter sido roteirista e apresentador de programas infantis.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA