A região de Barretos, com 82,2% de ocupação dos leitos de UTI para covid-19, regrediu para a fase vermelha do Plano São Paulo, em sua 22ª atualização anunciada pelo governo paulista nesta sexta-feira, 19. O Diário já tinha antecipado esse temor, agora realidade, da fase vermelha na manhã de hoje. O comércio, reunido virtualmente, ameaça não cumprir e manter as portas abertas. Olímpia, com Barretos, estava na fase laranja.

As mudanças passam a valer a partir de segunda-feira, 22, segundo anunciou o governador João Doria. Assista o anúncio na “transmissão ao vivo” do Diário:

Em nota, a Prefeitura de Olímpia informa que, “diante da reclassificação da regional de saúde de Barretos, a qual a cidade pertence, para Fase 1 (Vermelha) do Plano São Paulo, o município vai se reunir com os prefeitos da região para definir as novas diretrizes. Vale ressaltar que o retrocesso de fase se deu pelo alto índice de ocupação de leitos de UTI Covid, agravado ainda pelo fato de que os hospitais da regional receberam pacientes transferidos de Araraquara, cidade que está com 100% de ocupação de leitos”.

A Prefeitura de Olímpia “mantém as tratativas com o Governo do Estado, juntamente com os demais prefeitos do consórcio Codevar, para que sejam ampliados os leitos UTI na região, a fim de possibilitar avanço de fase e, assim, a regional não ser ainda mais prejudicada economicamente pelas medidas restritivas”.

E, conclui: “No mais, o município informa que um novo decreto deve ser publicado apenas na próxima semana e que, enquanto isso, permanecem mantidas as medidas já em vigor”.

O secretário estadual Vinholi disse na coletiva que se o município conseguir ampliar os leitos, ele altera imediatamente. Confira na segunda live do Diário:

O governo de São Paulo também amenizou as regras para consumo de bebida alcoólica em restaurantes nas regiões que estão na fase amarela. “O consumo de bebida alcoólica poderá ser realizado até 22h, respeitando a capacidade de 40% dos estabelecimentos, com todos sentados, nas regiões de fase amarela”, comentou Patrícia Ellen.

Nesta sexta-feira, São Paulo chegou a 1.960.564 casos (11.105 registrados nas últimas 24 horas) e 57.499 mortes (259 registradas nas últimas 24 horas). Segundo Jean Gorinchteyn, secretário de Estado da Saúde, pode estar havendo um represamento dos números de covid-19 por causa do feriado de carnaval.

Até por isso, o governo evita falar em diminuição nos índices. Até o momento, 1.932.017 já foram vacinadas no Estado.

De acordo com a nova reclassificação, Barretos e Presidente Prudente voltam à fase vermelha, na qual permanecem Bauru e Araraquara – que enfrenta colapso do sistema de saúde, com 100% de ocupação dos leitos e casos de contaminação local da variante brasileira do coronavírus.

Já a região de Sorocaba, que estava na laranja, avançou para a amarela. Nessa fase, comércios e restaurantes podem funcionar até 22h. A região de Franca deixou a fase vermelha e passou à laranja.

Alterações no Plano SP

No início do ano, o governo fez alterações nas regras de funcionamento da fase laranja, e a tornou mais permissiva.

Dentre as flexibilizações, está a liberação para que bares operem nos horários dos restaurantes, caso sirvam comida para clientes que fiquem sentados.

Desde o início do ano, o governo paulista tem feito reclassificações semanais. No final de 2020, a gestão estadual chegou a colocar o estado na fase vermelha durante as festas de final de ano para tentar evitar aglomerações e, consequentemente, os riscos de contaminação.

O Plano São Paulo prevê o rebaixamento para fases com regras mais restritivas da quarentena em regiões que apresentam grande aumento semanal de novas internações, mortes, casos ou taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

No último dia 15, o governo de São Paulo determinou o cancelamento das cirurgias eletivas em todos os hospitais públicos e conveniados do estado. Na ocasião, também foi anunciada a reativação do Hospital de Campanha de Heliópolis, na capital.

O governo também alterou o parâmetro de taxa de ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) na fase vermelha, que passou de 80 para 75%.

Classificação – atualizada em 19 de fevereiro

Vermelha – só operam serviços essenciais

  • Araraquara
  • Bauru
  • Barretos
  • Presidente Prudente

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here