O Carnaval Tropical da Estância Turística de Olímpia teve início ontem, domingo (11), com o desfile das quatro escolas de samba. Após a apresentação das agremiações, teve show da cantora Janna Lima e Banda, com trio elétrico. O Diário de Olímpia, com exclusividade, transmitiu ao vivo para o Facebook a abertura, as quatro escolas, e o trio elétrico, em programas separado (veja nesta reportagem).

A primeira escola a entrar no sambódromo da Avenida Aurora Forti Neves, nas noites de ontem (11), foi a Samba Sem Compromisso, que este ano completa 43 anos fundação. Ela também abriria o desfile desta terça (13), mas por um pedido da Escola Unidos da Cohab, que foi a última, abrirá o cortejo, desta vez, para que o empresário Benito Benatti, homenageado pelo samba-enredo, possa assistir, devido à sua condição de saúde.

Com o tema “No ritmo da mudança”, a agremiação trouxe para a Avenida 100 componentes. Em seu samba de enredo, traça uma mistura (vendeu o almoço para comprar a janta), envolvendo o sofrimento da parte mais pobre da população e ao mesmo tempo falando em fazer uma mudança.

Na gravação realizada no Veber Estúdio, participam Wadão Marques (voz e percussão), Rochinha (violão, vocal e percussão), Hugo (cavaquinho e vocal).

Com mais de 40 anos de existência, a Samba Sem é a escola do coração de muitos foliões olimpienses que se mudaram da cidade, mas não abrem mão de marcar presença nos carnavais e desfilar.

O presidente da agremiação, Luiz Fernando Monzani, prefere classificar a Samba Sem como um bloco carnavalesco, sem divisão de alas.

A segunda a entrar na avenida foi a mais nova agremiação de Olímpia, a Associação Acadêmicos do Samba.

Fundada em 2016, a escola é presidida por Alexandre da Silva Rodrigues, o Belelê. Com o tema “o Gigante Olodun”, a Acadêmicos do Samba vai levar para o sambódromo cerca de 160 componentes, seis alas e dois carros alegóricos.

O samba de enredo é de autoria do carnavalesco Rabs Miranda e do músico Daniel. Os intérpretes são Wesley, Diego, Marcelo, Netinho (cavaco) e Zé Luis (banjo).

Por sua vez, com o tema “Uma viagem pelas festas típicas do Brasil”, a Vem Comigo foi a terceira escola a desfilar nas noites de domingo e terça-feira.

Fundada há 23 anos e presidida por Sueli Filomena Campos, a agremiação desfilará com 150 componentes divididos em três alas. Não possui samba de enredo.

A Unidos da Cohab, escola com maior número de componentes, encerrou os desfiles do Carnaval Tropical de Olímpia nas duas noites.

Com o enredo “Água, fonte da vida”, a agremiação fez uma homenagem ao parque aquático Thermas dos Laranjais e ao seu fundador, empresário Benito Benatti.

A escola levou para a Avenida Aurora Forti Neves mais de 230 foliões, quatro alas e um carro alegórico. Seu samba de enredo é de autoria de Daniel Boca Nervosa e interpretado por Mário Vieira, Washington, Ricardo, Silvio e Denilson.

Finalmente, Janna Lima e sua Banda, animaram os foliões na Avenida e, finalmente, o DJ Latino.

PROGRAMAÇÃO

O Carnaval Tropical de Olímpia está sendo realizado de 11 a 13 de fevereiro.

Além do tradicional desfile das escolas de samba e do show da cantora Jana Lima, haverá trio elétrico hoje, nesta segunda, e amanhã, terça-feira.

A festa este ano está sendo realizada na Avenida Aurora Forti Neves, no trecho que compreende as ruas Benjamin Constant (entrada da festa) e Bernardino de Campos.

A estrutura foi montada no sentido Thermas/Centro. Na ponte da Rua Floriano Peixoto, foram colocados banheiros químicos. A concentração das escolas de samba se realiza na Rua General Osório.

E pelo segundo ano, o público pode conferir a apoteose em arquibancadas cobertas, proporcionando mais conforto à população e aos visitantes. Também foi permitida a entrada no local com bebidas, desde que não estejam em recipientes de vidro.

As duas matinês, nas tardes de domingo, portanto já foi realizada, e amanhã, terça-feira, vem sendo realizadas na Praça de Atividades Folclóricas e Turísticas ‘Professor José Sant’anna’, das 15 às 18 horas.

NOS DISTRITOS

Os distritos de Baguaçu e Ribeiro dos Santos também recebem a grande festa da folia. Durante as três noites (sábado, domingo e segunda), um som mecânico animará os presentes das 21h30 às 01h30, nas praças centrais.

As matinês também serão realizadas nos distritos nas tardes de domingo e terça-feira, das 15 às 18 horas.

GALERIA DE FOTOS By Fábio Cross

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here