Nesta quinta-feira (8), às 10h no auditório da Cúria Diocesana de Barretos, será realizada a Sessão de Abertura do Processo de Canonização do padre André Bortolameotti, morto em 2010. Foto Milton Figueiredo

Na solenidade os membros do Tribunal da Causa mais o bispo diocesano Dom Milton Kenan Júnior, a postuladora da causa Lucila Castro e o vice-postulador padre Costante Gualdi farão o juramento em que prometerão cumprir fielmente o dever, de guardar segredo, e de não fazer nada que limite a liberdade das testemunhas que serão ouvidas durante o processo.

Segundo a postuladora, durante a sessão ela entregará aos membros do tribunal um elenco de cerca de 50 testemunhas brasileiras e 20 testemunhas italianas que deverão ser ouvidas. “O bispo da Diocese de Trento deverá constituir um tribunal lá para que as testemunhas italianas sejam ouvidas”, explicou.

O Tribunal da Causa de Canonização será constituído por padre Raphael Morais, que será o Delegado Episcopal, padre Thiago Reis que será o Promotor de Justiça, Fernando Rabelo que será o Notário Atuário, e por Matheus Silva que será o Notário Adjunto. A missão deles será ouvir, então, os testemunhos das cerca de 50 pessoas que moram no Brasil e conviveram com o sacerdote que, a partir de então, será chamado de Servo de Deus, o primeiro título que o candidato à canonização recebe até ser declarado santo pela Igreja.

O objetivo do processo em questão é o de colocar às claras a vida, as virtudes, a fama de santidade e de sinais, graças e milagres ocorridos por intercessão de padre André.

Na manhã de terça-feira (6), os membros da Equipe Histórica farão também o juramento. Integram a equipe o padre Ângelo Fornari, da Congregação de Jesus Sacerdote (a mesma que o padre André pertencia), João Francisco Teixeira, Fernando Haruki Ondani e Aparecida Fátima Simão de Lima Araújo.

O pedido para o início do processo de investigação das causas heroicas do presbítero foi enviado ao Vaticano em outubro do ano passado e a Congregação da Causa dos Santos enviou ao bispo diocesano o parecer favorável ao processo, a carta “Nihil Obstat” (Nada Consta), datada de 16 de junho.

QUEM FOI O PADRE

Padre André Bortolameotti, nasceu em Vígolo Vattaro (Itália), terra natal de  Santa Paulina, fundadora das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, aos 22 de dezembro de 1919. Ingressou na Congregação dos Padres de Jesus Sacerdote, em 1931; sendo ordenado padre aos 29 de junho de 1943. Em 1967, na companhia do Pe. Pio Milpacher, veio ao Brasil para dar início em nossas terras ao trabalho da Congregação dos Padres de Jesus Sacerdote.

Padre Andre

Em 1984, depois de um período na Itália para aperfeiçoar seus estudos teológicos na área da Teologia Moral, Pe. André retorna ao Brasil, sendo destinado à Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Barretos, onde exerceu a função de Pároco até 1999.

Permanecendo como Vigário Paroquial, depois de ter deixado, em razão da sua idade a função de Pároco, Pe. André dedicou-se por atender os mais carentes da cidade, aqueles que ninguém se ocupava, seja nos lares, nos hospitais, no presídio, na casa de recuperação da Fundação “Padre Gabriel”.

Preocupado com os doentes que vinham de longe para serem atendidos no Hospital do Câncer, Pe. André dedicou-se na construção da Casa de Acolhida “Madre Paulina” para garantir aos doentes, hospedagem para si e para seus acompanhantes. Com recursos obtidos junto aos seus conterrâneos na Itália e aos amigos barretenses e de todo Brasil, Pe. Gabriel vê realizado o seu sonho!

Sempre muito próximo ao Dr. Paulo Prata, fundador do Hospital do Câncer, e depois do Sr. Henrique Prata, atual gestor da Fundação Pio XII, Pe. André deixou gravada no coração daqueles que conviveram com ele a preocupação não só com o corpo mas com a alma, como costumava dizer quando se tratava de oferecer aos doentes atendimento médico e espiritual.

Quase seis anos após o seu falecimento, ocorrido no dia 28 de Outubro de 2010, a Diocese de Barretos se prepara para a abertura do Processo de Beatificação do Pe. André Bortolameotti. São muitos os que recorrendo a sua intercessão e animados pelo seu exemplo alcançam graças e ao mesmo tempo estímulo para suas vidas. (Por Dom Milton)

Serviço:

Sessão de Abertura do processo de Canonização do Pe. André Bortolameotti

Data: 08 de setembro de 2016

Local: Auditório da Cúria Diocesana

Horário: 10h

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here