Iniciadas em março deste ano, as obras de reforma e manutenção da rede elétrica das escolas municipais da Estância Turística de Olímpia continuam em andamento e já representam cerca de 40% do serviço total que será executado.

As equipes estão percorrendo as unidades para corrigir, principalmente, falhas antigas na rede elétrica, priorizando as escolas com problemas mais graves, e também realizando obras de adequação.

Na EMEB Joaquim Miguel dos Santos, por exemplo, o serviço segue em ritmo acelerado, sendo que a parte elétrica está quase totalmente finalizada e já foram trocados o bebedouro e a caixa d’água e providenciada a cobertura da quadra com tela para evitar a entrada de pombos. As ações também percorrem as escolas dos distritos e as EMEB Hélio Cazarini, Lourice Arutin Sgorlon, Zenaide Rugai Fonseca, Prof. Maurício César Pereira, Santo Seno, entre outras.

Nas próximas semanas, deve ser trocado ainda o telhado da EMEB Eugênio Zaccarrelli, com possível transferência temporária dos alunos para a EMEB Joaquim Miguel. Uma reunião será marcada para explicar aos pais e responsáveis a mudança, que prevê a segurança das crianças durante a realização dos serviços.

Obras mais complexas estão sendo programadas nas unidades para as férias escolares de julho a fim de não prejudicar o ano letivo e nem causar transtornos aos alunos e professores.

Os trabalhos são feitos pela Encom Serviços Urbanos Ltda – ME, de Barretos, que é responsável ainda pelo fornecimento de materiais, mão de obra e equipamentos. O investimento total é de R$ 511.276,51 em recursos do município.

Segundo a secretária de Educação, Maristela Meniti, é importante ressaltar que, além desse mutirão de reformas, as unidades escolares já recebem manutenções pontuais quando solicitadas pela diretoria, respeitando o cronograma de serviços.

 “São unidades construídas há muitos anos e que, com o tempo, sofreram adequações físicas, devido ao aumento da demanda de alunos, o que têm sobrecarregado a rede de energia e a estrutura predial. Constantemente, realizamos manutenções emergenciais, mas este projeto mais completo vem para resolver de maneira mais definitiva os problemas das unidades. Estamos acompanhando os serviços de perto e nossa expectativa é de que todas as escolas passem por reformas até o fim do ano para garantir mais qualidade aos alunos”, salienta a secretária.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA