As prefeituras da Comarca de Olímpia, Inclusive a cidade-sede, tem 10 dias se readequarem à regressão à se laranja instituída pelo Plano São Paulo, através do governador João Dória, anunciada na última sexta-feira (9) em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. O Ministério Público fez pedido na Ação Civil Pública que tramita desde março, contra prefeituras e empresas hoteleiras e parques aquáticos, para que cumpram as novas determinações.

Mas, o prefeito Fernando Cunha, de Olímpia, e outros da região, estarão logo mais à tarde de hoje (13) no Palácio dos Bandeirantes terça-feira (13), em reunião intermediada pelo deputado federal Geninho Zuliani (DEM), a fim de contestar a regressão à fase laranja.

Os prefeitos argumentam que os índices de Covid-19 melhoraram (veja tabela, os casos positivos tiveram queda de quase 50% nos últimos 28 dias) e que não há razão para a região de Barretos, onde Olímpia está inserida, ser a única na fase laranja, arrochando ainda mais a quarentena, prejudicando a reabertura de parques e hotelaria, como já ocorreu.

Enquanto isso, está valendo o prazo dado pela juíza Maria Heloísa Nogueira Ribeiro Machado Soares de dez dias para as readequações:

O promotor Rodrigo Pereira dos Reis encaminhou ao Judiciário a seguinte manifestação:

“Em adendo à manifestação retro, e considerando a proximidade do feriado com grande circulação de pessoas na cidade, requeiro, em relação às empresas requeridas ligadas ao setor do turismo local, seja concedida liminar no sentido de que
seja novamente decretado o fechamento integral de tais estabelecimentos, com urgência, sob pena de multa civil diária de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais), dada a notória regressão da cidade no denominado Plano São Paulo ao nível laranja, onde tais parques e atrações similares são proibidos
totalmente de funcionar”.

Aguardemos os próximos lances.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here