Por Ivanaldo Mendonça – A proposta do período quaresmal aos cristãos, aberta, também, aos homens e mulheres de boa vontade, é que se preparem para celebrar o verdadeiro sentido da Páscoa, percorrendo um itinerário espiritual que favoreça o confronto com a proposta do Evangelho, e que, rezando, refletindo e partilhando, decidam-se de forma livre, consciente e responsável, por aproximarem-se, mais e mais, do coração e vontade de Deus, de si mesmo e dos irmãos.

O primeiro passo deste itinerário, equivalente á primeira semana da quaresma, consiste em resistir a tentação. Para isso o Evangelho ensina (Mateus 4,1-11) que devemos: estar sempre na presença de Deus, deixarmo-nos conduzir pela força do Espírito Santo; rezar constantemente; cultivar intimidade com a Palavra de Deus e buscar a autoconsciência sobre as brechas através dos quais o mal nos tenta invadir.

O segundo passo deste itinerário espiritual é: viver na graça de Deus. Ilustra esta necessidade o relato do Evangelho de Mateus (Mt 17,1-9), no qual Jesus, subindo ao monte para rezar, acompanhado dos discípulos Pedro, Tiago e João,transfigura-se diante deles. 

A cena testemunhada por Moisés e Elias, representando a Lei e os Profetas do Antigo Testamento, entre outros elementos, prenuncia a ressurreição do Senhor e confirma que, aqueles que o seguirem, fielmente, participarão de Sua glória.

A riqueza dos elementos da narrativa ajuda-nos a aprofundar a necessidade, assim como os movimentos necessários para viver na graça de Deus. Na linguagem bíblica, lugares altos, monte e montanhas, são lugares especiais do encontro e manifestação de Deus. 

Subir a montanha é querer encontrar-se com Deus, sobretudo através da oração. Como a subida de uma montanha é exigente, faz-se necessário deixar para traz tudo aquilo que pesa, por dentro e por fora, impedindo-nos de buscar e estar próximos do Senhor.

Ao atingir o cume, a luz do Senhor, nos alcança, inunda e transforma. Seu amor resplandece em nos. Transfigurados pela graça de Deus é preciso descer a montanha. O que isso significa? Uma vez certificados da vitória de Cristo e nossa, assim como fomos transformados, devemos ser instrumentos para que, tudo e todos, sejam, também, transfigurados pelo amor de Deus e vivam, sempre, na Sua graça.

O que nos impede de viver na graça de Deus? Tudo aquilo que nos impede de querer, decidir, subir a montanha, deixarmo-nos transfigurar pelo Seu amor e descermos a montanha para transfigurarmos a realidade. 

Vivamos na graça de Deus! Caminhemos rumo a Páscoa!

Ivanaldo Mendonça
Padre, Pós-graduado em Psicologia
ivanpsicol@hotmail.com

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA