As aulas da rede municipal de ensino da Estância Turística de Olímpia retornam na próxima segunda-feira (31) e, com elas, serão retomadas também as atividades do AEE – Atendimento Educacional Especializado. Para isso, cerca de 70 professores participaram, nesta semana, de palestras preparatórias para o segundo semestre.

Na quarta-feira (26), a psicopedagoga Nilva das Graças Pontello, tratou sobre o “Transtorno do Espectro Autista (TEA)”. O encontro foi realizado no auditório da APAE de Olímpia. Já nesta sexta-feira (28), o professor especialista Gláucio Camargos abordou o tema “Alfabetização de Surdos”, durante palestra na secretaria de Educação.

palestras-AEE-(2)

As capacitações foram oferecidas aos professores do Atendimento Educacional Especializado, professores do Projeto em Atendimento Educacional em Dislexia (AED) e Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), professores auxiliares e professores da APAE de Olímpia.

Durante o replanejamento, a secretária de Educação, Maristela Meniti, deu as boas-vindas aos profissionais, ressaltando a importância do trabalho da educação especial. “As palestras trataram de assuntos extremamente importantes, que vão agregar ainda mais o conhecimento de vocês, que desenvolvem esse trabalho fundamental. Sabemos sabe que a batalha é constante, mas o trabalho de vocês para nós é muito importante, agradeço muito a parceria e a competência de vocês que fazem com que nossa educação seja cada vez melhor”, disse a secretária.

palestras-AEE-(1)

O AEE é responsável por atender todos os alunos da rede municipal desde a Educação Infantil até o Fundamental, eliminando barreiros para o seu pleno desenvolvimento. Ao todo, são atendidos pelo município 124 alunos com deficiência física, intelectual e sensorial, Transtorno do Espectro Autista e crianças com Altas Habilidades/ Superdotação (APAHSD).

Além do AEE, que é regulamentado pelo MEC, a Estância Turística de Olímpia também oferece suporte aos alunos com Transtorno do Déficit de Atenção com HiperatividadeTDAH e Dislexia, que somam mais 60 crianças.

Os atendimentos da Educação Inclusiva são realizados por professores especializados no contraturno ao do ensino comum, em oito unidades escolares do município, incluindo os distritos.

Os trabalhos de replanejamento foram acompanhados pela supervisora de ensino, Silvana Albano, pela coordenadora da Educação Inclusiva, Marcela Rúbia Nespolo Aniceto e pela coordenadora da APAE, Patrícia Thomazine.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here