Nesta sexta-feira (17), o Inep divulga os resultados do Enem 2019. Mais de 3 milhões de candidatos em todo o país aguardam as notas referentes ao seu desempenho na última edição da prova, realizada nos dias 3 e 10 de novembro do ano passado.

O exame é a maior porta de entrada para as universidades públicas e privadas do Brasil e para algumas instituições em Portugal.

Com todas essas possibilidades, é importante se informar sobre as opções que a nota da prova oferece. O coordenador do Sistema de Ensino pH, Fabrício Cortezi, traz dicas sobre o que pode ser feito com os resultados da prova. Confira:

Entrar em universidades federais e estaduais pelo SISU

Entre os dias 21 e 24 de janeiro, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre suas inscrições para os candidatos do Enem 2019. Nele, instituições públicas de ensino superior — universidade federais e algumas estaduais — oferecem vagas para os mais variados cursos. Essas vagas são referentes ao primeiro semestre do ano. Para quem quiser ingressar em alguma instituição no meio do ano, existe uma nova seleção em junho.

Entrar em uma universidade em Portugal

Atualmente, 46 instituições de Portugal permitem estudantes brasileiros utilizarem a nota do Enem como chave de acesso. Para Cortezi, o maior benefício é que o estudante não precisa fazer uma outra prova de vestibular: “A grande vantagem é que algumas faculdades utilizam a nota do Enem integralmente”, explica.

Conseguir um financiamento pelo FIES 

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um programa idealizado pelo MEC para facilitar o ingresso de estudantes no ensino superior por meio do financiamento dos custos da universidade. Além da análise socioeconômica, outro critério para um candidato conseguir financiamento estudantil é ter participado de alguma edição do Enem a partir de 2010. Os estudantes não podem zerar a redação e precisam atingir uma nota mínima de 450 em cada uma das disciplinas específicas. Nesse ano, as inscrições abrem a partir do dia 5 de fevereiro.

Entrar em uma universidade particular

No geral, muitas faculdades particulares têm optado por destinar uma parcela de suas vagas para alunos que não fizeram o vestibular tradicional, mas tiveram um bom desempenho no Enem. Cada instituição tem seu critério, mas algumas, inclusive, oferecem bolsas de estudos dependendo da nota do estudante. Cortezi afirma que é importante o estudante se informar sobre os requisitos para o ingresso em cada uma das faculdades de interesse.

Sobre o Sistema de Ensino pH (www.sistemadeensinoph.com.br) – O pH surgiu em 2012, a partir do trabalho desenvolvido no Colégio pH e Curso pH, presente há mais de 30 anos no Rio de Janeiro.  Reconhecido pelo elevado número de aprovações nos vestibulares das universidades mais concorridas do estado e pelos excelentes resultados no ENEM, o pH atua da Educação Infantil ao Pré-vestibular.  O sistema conta com uma série de escolas parceiras e oferece orientação nas áreas de planejamento, ferramentas tecnológicas, projetos inovadores, integração de recursos e formação contínua dos profissionais. O Sistema de Ensino pH integra o portfólio de empresas da SOMOS Educação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here