Provavelmente, até o final do primeiro semestre de 2021, em Olímpia, não haverá nenhuma celebração ou evento que promova aglomerações, e isso inclui Carnaval, Aniversário da Cidade, Padroeiro de São João e isso atinge também, com certa dúvida, o Festival de Folclore de agosto. Nem mesmo o reinício das aulas no dia 1º próximo está garantido (leia aqui).

É o que se compreende da afirmação feita pelo prefeito Fernando Cunha, com exclusividade ao Diário, na manhã de hoje (18), em seu Gabinete Executivo, de que a quarentena irá se estender até o final de julho, quando, provavelmente, após as vacinas e as medidas de segurança contra o novo coronavírus estiveram bem implementadas, a cidade (região de Barretos) poderá estar na Fase Verde de flexibilização da quarentena no Estado de São Paulo.

“Houve o relaxamento com as eleições, o que eu acho que deveria ter sido adiado esse processo eleitoral. Devemos, agora, atravessar de forma aceitável, sem a forma crítica que ocorre em outras regiões. A fase amarela é ocupação de UTI e novos casos, e apesar do crescimento, não houve exagero, a prefeita de Barretos, Paula Lemos, está fiscalizando mais, fechando festas; Severínia está com alto índice, vamos aguardar se dá uma melhorada; Monte Azul, crescendo, mas o prefeito está firme, assim como espero de Severínia, esposa da prefeita é médico”, afirmou.

O prefeito disse que “se continuar assim, vamos continuar no amarelo sem sustos, quarentena vai prosseguir, a fase verde só virá quando houver uma grande imunização, em junho ou julho, quem sabe para o Festival de Folclore, em agora, reabre normal, o importante agora é usar máscara, mesmo com vacina, não pode haver relaxamento, eu acho que até junho, julho, teremos de ter esse cuidados redobrados”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here