Da Redação — Não demorou para o Sindicato dos Empregados no Comércio de Barretos, que também é responsável por Olímpia, bater de frente com a aprovação de recente lei municipal autorizando o comércio a ficar aberto até às 22h, inclusive domingos e feriados.

Leia mais

Comércio já pode abrir até às 22h, inclusive domingos e feriados. Mas, não é obrigatório

Um panfleto está sendo distribuído no comércio local, intimidando patrões e ameaçando o poder público: “O prefeito e a Câmara podem autorizar somente o horário de abertura do comércio na cidade, pois, quem autoriza e regulamenta os horários que os ‘comerciários’ podem trabalhar, e em que condições, é somente o Sindicato dos Empregos no Comércio”.

O panfleto diz que “o sindicato dos empregados no comércio de Barretos, Olímpia e Região, ficou sabendo que, ‘na calada da noite’, e sem qualquer divulgação prévia, no último dia 3, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade o projeto de lei 4979, do senhor prefeito, alterando radicalmente os dias e o horário de funcionamento do comércio em geral na cidade”.

De fato, foi aprovada a lei, após consulta feita pelo secretário de Turismo Beto Puttini com Roberto Arutim, Presidente do SINCOMÉRCIO – Sindicato Patronal do Comércio Varejista de Barretos, e com o presidente da ACIO (Associação Comercial e Industrial), Flávio Vedovato. Dessa consulta, saiu a sugestão da lei municipal, encampada pelo prefeito Geninho Zuliani e aprovada por unanimidade dia 3.

Agora, o sindicato dos empregados no Comércio contra-ataca e manda o recado: “Comerciário tem família e não é escravo”, e faz cobranças ao poder público. Leia o manifesto abaixo:

panfleto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here