Após diversas reclamações recebidas pelo Serviço de Atendimento ao Cidadão em relação aos carnês de Taxa de Licença 2017, a Prefeitura de Olímpia, por meio da secretaria de Finanças, verificou todos os cadastros de empresas do município e constatou que houve grave equívoco na impressão dos documentos.

Segundo a análise, o arquivo impresso pela gráfica refere-se à tarifa de 2016 e não de 2017, como havia sido enviado ao banco e conferido pela prefeitura. “Imaginamos, inicialmente, que se tratava de uma falha no sistema (arquivo corrompido). Porém, verificando nossos cadastros, constatamos que o arquivo impresso era de 2016, o qual nem deveria mais existir na base do Banco ou da Gráfica”, afirma a secretária, Mary Brito.

Diante disso, a secretaria de Finanças solicitou explicações ao Banco do Brasil, responsável pela emissão dos carnês e pela indicação dos serviços gráficos, para esclarecer o ocorrido e apurar as responsabilidades. A prefeitura também ressalta que houve atraso na entrega dos carnês devido à morosidade na impressão.

No entanto, para que o contribuinte não seja ainda mais prejudicado, a secretaria de Finanças se comprometeu a providenciar a reimpressão dos boletos corretos da Taxa de Licença 2017, os quais serão novamente enviados aos munícipes. Ainda devido a este fato, a data para pagamento da cota única com desconto ou da primeira parcela também foi adiado para o dia 24 de fevereiro de 2017, a fim de amenizar o transtorno.

No total, serão refeitos todos os 3.610 carnês já emitidos. A estimativa de arrecadação com as taxas é de cerca de R$ 1 milhão.

Em caso de dúvidas, o contribuinte pode procurar o setor de atendimento da prefeitura, na Rua Nove de Julho, 1054 – Centro.

ERRO DA GRÁFICA

A Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por meio da secretaria de Finanças, informa que, no início da tarde de hoje, a Gráfica, na qual foi realizada a impressão dos carnês da Taxa de Licença 2017, assumiu a responsabilidade pelo equívoco ocorrido na emissão dos documentos e afirmou que vai arcar com os custos da reimpressão e da entrega dos novos boletos, não causando nenhum ônus aos cofres do município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here