Durante patrulhamento de rotina, equipe da Polícia Ambiental efetuou flagrante de 20 aves nativas, da espécime Canário-da-Terra, em situação de maus tratos, 12 delas com sinais evidentes de adulteração nas anilhas, em uma residência em Severínia.

A equipe dos soldados PM Satoshi e França questionou o proprietário das aves que disse ser “criador amador de passeriformes” e que limpa as gaiolas uma vez por semana, e utiliza as mesmas anilhas das aves do seu plantel que já morreram ou ganha as anilhas de seus amigos.

As aves foram apreendidas, levadas à uma clínica veterinária onde as anilhas foram retiradas, em seguida as aves foram registradas e libertas em habitat natural, e as gaiolas destruídas.

O autor foi notificado por incorrer nos dispostos do artigo 25 parágrafo 3° inciso III, da SIMA 05/21 e no artigo 29 caput, com a penalidade de multa simples no valor de R$ 70 mil.

A ocorrência foi apresentada via ofício na Delegacia de Polícia de Severínia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here