O prefeito Geninho Zuliani (DEM), de Olímpia, participou de reunião em seu gabinete para debater questões de Meio Ambiente, como o Parque Ambiental, a coleta seletiva, a Cooperativa de Reciclagem, o Ecoponto, resíduos de construção civil, licenciamento do aterro sanitário, e acerca do cumprimento dos Termos de Compromisso de Recuperação Ambiental (TCRA)  de resíduos de obras municipais.

Também na pauta projetos que vem sendo cumpridos pela autarquia Daemo Ambiental, como a recuperação das nascentes, com a participação de produtores rurais.

O Daemo está dando mais ênfase, no momento, à coleta seletiva, que segundo Pollyana Rodero Fernandes, diretora da Divisão de Meio Ambiente da Daemo Ambiental, tem estabelecido o dia 1º de março para entrar em atividade. Inicialmente, serão alcançados os moradores de condomínios horizontais (conjuntos fechados) e verticais (prédios).

DSC_0027-(2)

“Já foi realizada uma reunião com os síndicos. Estamos fazendo orçamento para a compra de sacos de lixo, que vamos disponibilizar para eles, e equipamento para a Central de Triagem, para que os cooperados trabalhem de uma forma melhor para atender a população”, explica Pollyana.

“Num primeiro momento, a Secretaria de Obras vai disponibilizar um caminhão e funcionários para fazer o recolhimento, uma vez por semana. Mas, posteriormente vai ser contratada uma empresa específica que vai começar coletando na área central do município, conforme está previsto no nosso Plano de Resíduos”, complementa. Tudo o que for coletado será encaminhado à Central de Triagem, no Parque Ambiental, localizado na chamada “Saída do Zapella” (prolongamento da Avenida Menina-Moça), onde os cooperados vão fazer essa triagem e a comercialização desse resíduo.

Para tanto, a Secretaria de Assistência, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, fomentou a criação de uma cooperativa da qual participam famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica, que cuidarão da separação e usufruirão do que for arrecadado com a comercialização.

Participaram da reunião os secretários de Obras e Engenharia, Luiz Carlos Benites Biagi, e de Planejamento e Habitação, Fernando Barbosa Velho; o superintendente da autarquia Marco Antônio Parolim de Carvalho; a diretora da Divisão de Proteção Social Especial, Edna Marques da Silva, e a equipe responsável pelo Setor do Meio Ambiente: Pollyana Rodero Fernandes; Ana Lúcia Lopes Volfe, assessora de Meio Ambiente, Camila Valente Furquim Vicente, assessora Setorial, Breno Bassi Bitencourt, Gestor do Parque Ambiental, e os fiscais ambientais Paulo Sérgio Buzzo Júnior e Leandro Pitelli Bertazzi.

ECOPONTO E CAÇAMBAS

Outro destaque dado por Pollyana Fernandes refere-se ao Ecoponto, voltado para atender as necessidades dos munícipes, instalado no Distrito Industrial I. “Ele vai atender até a quantidade de um metro cúbico de resíduo. Por exemplo: eu faço uma pequena obra na minha casa, e tenho uma quantidade pequena de resíduos, eu não preciso contratar uma caçamba para fazer esse transporte. Posso pegar e levar ao Ecoponto. Lá se recebe resíduos de construção civil, madeira e resíduos recicláveis também”, detalha. Existe ainda a intenção de se fazer uma rede de Ecopontos que atenda o município em várias regiões.

No tocante à nova lei das caçambas, já regulamentada, será por meio dela que se controlará a deposição de resíduos de construção civil, que pode agora ser feito em um só local, que é o Parque Ambiental. Os “caçambeiros” terão que ter agora o Controle de Transporte de Resíduos-CTR, constando de onde vem esse resíduo, para onde está levando e qual o destino final. “Tudo isso para regulamentar essa atividade, para não acontecer a disposição irregular de resíduos no município”, observa Pollyana.

Uma nova reunião está agendada para daqui 30 dias, para se saber o que “andou” dentro de todos estes projetos. “É uma prestação de contas que a Daemo Ambiental, por meio de sua Divisão de Meio Ambiente, faz ao Prefeito Geninho”, finaliza Pollyana Fernandes.

“É uma reunião válida, que temos que realizar com as secretarias e autarquia para mostrarmos nosso trabalho para o Prefeito Geninho. É importante mostrar que temos vários projetos na parte do meio ambiente, que vai beneficiar, principalmente, a população olimpiense”, disse o superintendente da Daemo Ambiental, Marco Antônio Parolim de Carvalho, o Marcão Coca.

Para o Prefeito Geninho Zuliani, “esta reunião serviu para fazer uma medição do que está andando, o envolvimento de cada órgão, cada setor, e marcar datas, colocar metas para que toda área de Meio Ambiente da Daemo e Secretaria de Obras da Prefeitura caminhem juntas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here