A Superintendência de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Olímpia (Daemo Ambiental), por meio da Divisão de Meio Ambiente, está colocando em prática a partir deste mês, por tempo indefinido, o Projeto “Vida aos Olhos D’Água”, que tem como principal objetivo proteger as nascentes do principal rio que corta o município, e do qual é extraída a água que abastece pelo menos um terço da cidade.

O projeto compreende duas modalidades de atuação: plantio de mudas de árvores e recuperação de Áreas de Preservação Permanentes-APP’s, e o programa “Fossas Sépticas”. O Olhos D’Água possui 23 nascentes à montante da represa de captação, conforme levantamento feito por técnicos da autarquia.

Nos próximos dias terá início o trabalho de mapeamento destas nascentes, quando os proprietários de áreas rurais que as abrigam receberão orientações e informações sobre o projeto.

Na manhã desta terça-feira (1º), foi realizada na sede da Superintendência entre o diretor-superintendente Marco Antônio Parolim de Carvalho, as técnicas Ana Lúcia Lopes Volfe, Assessora de Meio Ambiente, e Camila Valente Furquim Vicente, Assessora Setorial, reunião com o gerente de Meio Ambiente da Guarani, Edson Luís de Carvalho, que contribuiu com a experiência que aquela empresa tem em projetos semelhantes.

DSC_0031
Assistindo ao projeto de recuperação do Olhos D´Água

“Uma primeira ideia é cercar estas nascentes para preserva-las. Para isso, precisaremos da adesão dos proprietários das áreas onde elas estão”, observou o Superintendente Marco Carvalho. O exemplo é a própria Guarani, que desenvolve dois projetos principais neste sentido, em parceria com proprietários. “Nós fazemos um trabalho de recuperação destas nascentes e a consequente preservação delas”, explicou Edson Carvalho.

“As pessoas não sabem a importância disso. E elas precisam de informação, para que se possa encontrar um meio de conciliar as necessidades dos proprietários com a proposta da Daemo Ambiental”, prosseguiu. “Portanto, é necessário conscientiza-los sobre o porquê de se preservar nascentes”, concluiu. O Sindicato Rural, Casa da Agricultura, a Olicana e a Prefeitura de Olímpia também estão integradas a este projeto.

As nascentes podem estar localizadas em ao menos 40 propriedades existentes na área abrangida pela microbacia da represa de captação, sendo que, a nascente principal fica a uma distância aproximada de 10 quilômetros até a represa de captação de água. A área de proteção ambiental será cercada e receberá espécies florestais nativas da região como Ingá, Embaúba, Sangra-d’Água, Marinheiro, Capororoca, Canelinha, Jatobá, Angico e Ipê, recuperando uma área superior a 10 hectares.

Os cuidados a serem tomados dentro desta proposta abrangem cerca de proteção, poda, capina, roçada, irrigação, remoção de plantas invasoras, limpeza do leito do córrego, conscientização dos visitantes, proibição de queimadas etc.

“É necessário o envolvimento não só da comunidade rural, mas da urbana também, com a participação das crianças, estudantes, ciclistas, escoteiros ou qualquer pessoa que queira participar das atividades de recomposição destas áreas. Esta área já é conhecida de muitos alunos da rede municipal de ensino, por meio das visitas monitoradas pela Ana Lúcia Lopes Volfe, no Projeto da Visita da Nascente, onde é percorrido todo o trajeto do Córrego Olhos d’Água até o manancial de abastecimento (Estação de Captação de Água – Córrego Olhos d’Água). O processo de recuperação destas áreas pode contemplar a regeneração natural, o plantio de espécies nativas, ou as duas coisas juntas”, conclui Camila Furquim Vicente.

FOSSA SÉPTICA BIODIGESTORA

Como ação auxiliar neste projeto de proteção às nascentes, o Daemo Ambiental está desenvolvendo também o projeto de substituição das chamadas ‘fossas negras’ pelas fossas sépticas biodigestoras naquelas propriedades rurais localizadas junto ao Córrego Olhos D’Água e acima da represa de captação. No momento, o projeto está em fase de cadastramento dos proprietários interessados. Caso o proprietário decida participar deste projeto, não terá nenhum custo, ela é feita gratuitamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here