A Tereos, uma das líderes globais na produção de açúcar e etanol, participa neste ano, pela primeira vez, da SciBiz Conference, de forma online entre 14 a 18 de junho, e que representa uma das mais importantes conferências de conexão entre ciência e negócios da América Latina, promovida pela Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária (FEA), da Universidade de São Paulo (USP).

Além de reunir executivos, startups, cientistas, investidores e acadêmicos na busca por compartilhar conhecimento, criar soluções e gerar oportunidades de negócios tendo a inovação como foco, a conferência também abre espaço para feira de startups e lançamento de desafios pelas empresas participantes.

“Na Tereos, a tecnologia é um dos pilares estratégicos de atuação e está presente cada vez mais em toda a cadeia produtiva, inclusive com soluções desenvolvidas por startups. Agora, pela primeira vez, participamos da SciBiz Conference e lançamos um desafio para que os empreendedores se juntem a nós na busca por soluções inovadoras. Esta é uma das iniciativas em que trabalhamos a inovação fora da empresa com o ecossistema de startups e acadêmicos, e estamos otimistas com as soluções que poderemos alcançar nesse trabalho conjunto”, comenta Renato Zanetti, superintendente de Excelência Operacional da Tereos.

Na SciBiz, a companhia convida startups a criarem soluções para dois desafios: (i) tecnologia de controle e previsão de incêndios em áreas de mata e agrícolas, a fim de reforçar as ações já realizadas pela Tereos, e (ii) iniciativa que venha contribuir com os esforços para reduzir os gases de efeito estufa (GEEs) no processo de produção sucroalcooleiro.

Os desafios se destinam a todas as pessoas ou organizações brasileiras, inclusive graduandos, pós-graduandos, empresas, startups, pesquisadores e cientistas, que possuem soluções relacionadas ao tema proposto, em qualquer estágio. Para participar, basta realizar a inscrição no site do evento até 10 de junho.

Os pontos de avaliação das soluções propostas, que serão analisadas por membros do ecossistema de inovação e representantes da Tereos, incluem inovação, potencial de escalabilidade, aplicação prática, perfil da equipe responsável pela criação e a contribuição para a sustentabilidade socioambiental.

Os projetos serão avaliados por um júri composto por membros da SciBiz e da Tereos, e os três primeiros colocados terão visibilidade nos canais de comunicação de ambas as organizações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here