Chegou em Olímpia uma equipe da Guarda Civil de Itupeva (SP) para ajudar na busca de um idoso desaparecido desde o dia 4 de fevereiro. A ideia partiu do servidor Fábio Antônio Pradal, da Câmara Municipal local.

Em visita à Câmara , a equipe da GCM se encontrou com o presidente José Roberto Pimenta (Zé kokao), reafirmando o trabalho conjunto com as Polícias Civil e Militar,  GCM de Olímpia,  e Câmara Municipal.

Os profissionais trouxeram o cão farejador Max, da raça Bloodhound. O cão Max, que pertence ao Canil da GCM de Itupeva, já contribuiu, dentre outros casos, na solução de ocorrências nas cidades de Monguagá e Alumínio, no interior de São Paulo .

Ele, junto a seis outros cães, auxiliam na busca por desaparecidos e estão na cidade para tentar encontrar o idoso Joaquim Theodoro de Oliveira Filho, de 76 anos, que desapareceu no dia 4 passado.

Segundo imagens da câmera de segurança, Joaquim foi visto pela última vez na Avenida Manoel Cunha, no bairro Santa Fé, no dia do desaparecimento, após sair da casa de sua ex- mulher.

A guarda civil municipal de Itupeva possui inúmeros casos de sucesso na busca de pessoas desaparecidas, tendo contribuído com os cães farejadores em mais de 30 casos nos Estados de São Paulo e Minas Gerais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here