Planeta News – O prefeito Fernando Cunha (PR) esta semana se queixou de que a Estância Turística de Olímpia havia perdido mais um convênio daqueles assinados “no apagar das luzes” de 2018, reta final da campanha que defendeu pela reeleição de Márcio França (PSB) aio governo do Estado. Este é o segundo convênio cancelado por João Dória (PSDB), desta vez na área do Turismo. Antes, o governador já havia cancelado outro para obra também não emergencial.

Este segundo convênio assinado tinha o valor de R$ 3,9 milhões e seria destinado à instalação de cobertura na arena do Recinto do Folclore, projeto anunciado por Cunha em agosto de 2017, no encerramento do 53º Festival do Folclore, quando ainda era governador  Geraldo Alckmin (PSDB).

De lá para cá, um ano e meio depois, Cunha ainda não tinha conseguido viabilizar os recursos, embora  viesse gastando dinheiro com a elaboração do projeto de cobertura, que segundo especialistas é obra supérflua que representaria, inclusive, uma agressão e ingerência indevida na concepção arquitetônica do local.

O prefeito ou sua assessoria ainda tentou, por meio de seus “correspondentes” nas redes sociais, atacar a decisão e induzir o cidadão a erro de interpretação, quando difundiu que a verba cancelada de Olímpia iria beneficiar outro município do Estado que também tem o título de Estância.

Porém, o Planeta News apurou que não existe esta possibilidade, primeiro porque foram cancelados convênios de mais de 160 cidades, turísticas (cerca de 70) ou de Interesse Turístico, não sendo, portanto, somente Olímpia. Segundo porque não havia, ainda, recursos alocados, ou seja, não havia dinheiro já reservado. O convênio é só um compromisso formal, uma intenção de liberação de recursos. Que pode ser cancelado a qualquer momento, uni ou bilateralmente.

A informação do corte foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), no sábado passado, 19, através da Resolução ST 03, da Secretaria Estadual de Turismo, que anuncia o corte de cerca de 150 convênios celebrados no exercício de 2018, no âmbito do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos – DADETUR.

O prefeito de Olímpia já havia manifestado sua opinião sobre o cancelamento de R$ 5 milhões ocorrido anteriormente, afirmando que iria refazer o pedido ao Governo do Estado. Da mesma forma deve agir também agora.

GENINHO ZULIANI

O deputado federal eleito de Olímpia, Geninho Zuliani (DEM), anunciou esta semana que está buscando se inteirar da situação, razão pela qual participou na quarta-feira de uma reunião importante para discutir a questão do cancelamento de convênios com os municípios paulistas.

Desta reunião participaram o secretário de Estado de Turismo de São Paulo, Vinicius Lummertz, os deputados estaduais Carlão Pignatari e Edmir Chedid, além de representantes da diretoria da Aprecesp e da Amitesp (entidades que representam os interesses dos municípios). “Lutar e garantir os direitos dos municípios é preservar a autonomia que cada cidade possui, e essa será umas das nossas missões na Câmara dos Deputados”, disse Zuliani.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here