ELEIÇÃO 2015Da Redação, Atualizado — O atual presidente da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcos da Costa, foi reconduzido ao cargo nesta quarta-feira (18/11). Até o momento, mais de 100 mil votos foram apurados e a chapa Trabalho pela Advocacia está com 42,3% dos votos válidos.

O segundo lugar na disputa ficou com Ricardo Sayeg, que, até o momento, tem 17,7% dos votos, seguido por Sergei Cobra (16%); João Biazzo (9,5%); Hermes Barbosa (8,5%); e Anis Kfouri (6,4%). Brancos e nulos, na última eleição, somaram cerca de 7%.  Clique na imagem abaixo para atualizar.

apura

Candidato único Márcio Diniz com advogadas Lígia Velho e Helena Pereira
Candidato único Márcio Diniz com advogadas Lígia Velho e Helena Pereira

Marcos da Costa é apoiado pelo conselheiro estadual e advogado olimpiense Sílvio Salata, enquanto que Sergei Cobra, que está em segundo lugar, até o momento, pelo também advogado olimpiense, com banca na capital paulista, Ivo Antonio Aidar.

21987668783_5f83d48050_k
Em pé, Márcio DIniz (E) com Sílvio Salata. Sentados, o presidente da OAB local (D), Pepas e demais advogados

Em Olímpia, não teve disputa. A chapa única – “Pela advocacia moderna”, foi composta por Presidente: Márcio Eugênio Diniz, Vice-presidente: Edson Rodrigo Neves, Secretária: Silvana de Sousa, Secretária adjunta: Lígia Fernanda de Lima Velho, e Tesoureiro: Leonardo Rossi Gonçalves de Mattos.

A contagem dos votos da eleição para o triênio 2016/2018 da Secional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil teve início logo após o encerramento da votação, mas a divulgação do resultado pela Comissão Eleitoral será feita somente na quinta (19/11), por volta do meio-dia.

A votação durou oito horas e foi marcada pelo intenso movimento de advogados no democrático direito de escolha de seus líderes. O processo foi descrito como “tranquilo, bem organizado e rápido” pela maioria dos que compareceram aos locais de urna. Além da votação para a direção da Secional os advogados escolheram as diretorias das 233 Subseções espalhadas pelo interior do estado.

José Nuzzi Neto, presidente da Comissão Eleitoral, faz um balanço positivo das Eleições 2015: “Foi uma honra servir à advocacia paulista. Tivemos poucos problemas, limitados a algumas urnas eletrônicas que não funcionaram.”

Aqueles que não conseguiram votar devem justificar a ausência para evitar a multa de 20% sob o valor da anuidade. Lembrando que a justificativa deve ser encaminhada no prazo de até 30 dias, após a eleição, à Comissão Eleitoral da OAB SP. Informando o nome completo e o número de inscrição, o advogado pode enviar a justificativa pelos correios (Praça da Sé, nº 385 – CEP 01001-902 – São Paulo/SP) ou por e-mail ([email protected]).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here